‘Fãs Levam Ridiculamente A Sério’, Diz Ator De Harry Potter E O Senhor Dos Anéis Sobre As Sagas


Peter Mullan, conhecido por seus papéis em "O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder" e "Harry Potter", expressou críticas a ambas as séries ao refletir sobre sua experiência nelas. O renomado ator escocês, cuja carreira inclui participações em diversos filmes premiados com o Oscar, também é reconhecido por seu trabalho em franquias adoradas pelo público. Em "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1", lançado em 2010, Mullan deu vida ao temido Comensal da Morte, Yaxley, e marcou presença em três episódios da série do Prime Video "O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder", interpretando o Rei Durin III. Apesar disso, Mullan não se mostrou particularmente entusiasmado com as franquias. 

"Harry Potter", inspirado na série de livros de J.K. Rowling, e "O Senhor dos Anéis", baseado na obra de J.R.R. Tolkien, conquistaram legiões de seguidores apaixonados ao redor do globo. Mesmo com o encerramento das narrativas originais há mais de dez anos, a paixão dos entusiastas por esses universos continua em ascensão. Em virtude dessa fervorosa admiração, "O Senhor dos Anéis" expandiu seu legado com a prequela "O Hobbit", que foi transformada em uma trilogia cinematográfica, e mais recentemente com a série "Os Anéis de Poder" do Prime Video. De forma similar, o universo de "Harry Potter" está se ampliando com um novo programa televisivo em desenvolvimento pela Max.

No Series Mania Festival, na França, Peter Mullan comentou sobre seu papel recente em 'The Rings of Power', mencionando que "Essas séries possuem recursos financeiros ilimitados, e no fim das contas, é sobre a busca simples por amor: 'Pai, você me ama?' 'Farei o possível, meu filho.' É a simplicidade dessas questões que as pessoas levam a extremos." Ele adicionou que "não estamos falando de obras de Chekhov ou Shakespeare. É um conjunto peculiar, os aficionados por 'O Anel'." (conforme relatado pelo Deadline).

Peter Mullan expressou desinteresse em relação à sua participação em 'Harry Potter', revelando que o fez apenas para permitir que seus filhos visitassem o set. "Não me importava com Harry Potter", confessou. Sobre a varinha, ele compartilhou sua perplexidade: "Não me ensinaram a maneira correta de usá-la. Simplesmente me entregaram a varinha, esse troço inútil", comentou. "Eu a manuseava como se fosse um membro de gangue empunhando um punhal."

Peter Mullan também criticou Kevin Spacey 

Durante o festival, Mullan não apenas discutiu Harry Potter e O Senhor dos Anéis. Ele também falou sobre sua jornada como ator e a tendência de alguns colegas de profissão de gostarem de se assistir em cena. Um exemplo citado foi Kevin Spacey, com quem trabalhou no filme "Ordinary Decent Criminal" de 2000. 

“O problema de agir como qualquer forma de jogo é que é divertido quando você está jogando”, disse Mullan. “Um jogador de futebol pode reviver o momento de marcar o gol, mas não é tão divertido quanto marcar o gol. E é o mesmo com a atuação. Você pode revivê-lo se quiser. Você pode sentar e observar a si mesmo o dia todo, se quiser. Kevin Spacey se vigiava o dia todo. Ele nunca para. O homem é um idiota.” 

“Assim que você terminava uma cena com ele, ele corria para o monitor para assistir a reprodução. Eu costumava me perguntar, por que você está fazendo isso? Eles mal gritavam corta e ele corria. Demorei um pouco para perceber que ele estava verificando se o cheat havia funcionado porque ele era muito falso. Tudo nele era falso. Então ele pode fingir porque ele é falso.” 

Ele continuou destacando que “não gostava nada dele” e que era um “ser humano horrível”, admitindo que era “fascinante de assistir porque era tão educado que era como trabalhar com Bette Davis”. e que "todos na época, inclusive eu, achavam que ele era um grande ator. Mas quando você está atuando com ele, era presunto, presunto absoluto. Mas há lugar para presunto." 


Fontes: Deadline e CBR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem