A Cobra Nagini de Harry Potter


Nagini é uma personagem da saga Harry Potter, criada pela escritora J.K. Rowling. Ela é uma cobra gigante que serve como a fiel companheira e Horcrux do vilão Lord Voldemort. Mas antes de se tornar uma serpente permanente, Nagini era uma mulher amaldiçoada que podia se transformar em cobra, conforme revelado na franquia derivada Animais Fantásticos. Neste artigo, vamos explorar a origem, a história e o destino de Nagini, uma das criaturas mais fascinantes e temidas do mundo mágico.

Origem de Nagini

A origem de Nagini é um mistério, mas é possível que ela tenha nascido na Indonésia, pois seu nome é derivado de uma palavra sânscrita que significa "serpente". Em algum momento antes de 1927, ela foi capturada em uma selva indonésia e levada para o Circus Arcanus, um circo de atrações mágicas, onde era exibida como uma mulher que podia se transformar em cobra. Nagini sofria de uma condição rara e incurável chamada Maledictus, que fazia com que ela fosse vítima de uma poderosa maldição de sangue, que a obrigava a se transformar em uma fera insaciável. No caso de Nagini, sua forma animal era uma cobra verde de três metros de comprimento.

No circo, Nagini fez amizade com Credence Barebone, um jovem órfão que era um Obscurial, ou seja, alguém que abrigava uma força mágica obscura e destrutiva dentro de si. Os dois eram explorados e maltratados pelo dono do circo, Skender, e sonhavam em escapar e encontrar uma nova vida. Durante uma apresentação em Nova York, Nagini aproveitou a oportunidade para atacar Skender e fugir com Credence, que também estava sendo perseguido por vários bruxos, incluindo o magizoologista Newt Scamander e o auror Porpentina Goldstein.

Nagini e Credence viajaram para Paris, onde procuraram pela mãe biológica de Credence, que ele acreditava ser uma bruxa. Durante sua busca, eles encontraram Irma Dugard, uma velha senhora que revelou que Credence era na verdade o irmão perdido de Leta Lestrange, uma bruxa de uma família nobre e infame. No entanto, antes que Irma pudesse contar mais, ela foi assassinada por Gunnar Grimmson, um caçador de recompensas contratado pelo bruxo das trevas Gerardo Grindelwald. Nagini tentou se defender, mas foi encurralada por uma parede mágica criada por Grimmson.

Nagini conseguiu se libertar e se reuniu com Credence no Mausoléu da Família Lestrange, onde Grindelwald realizou um comício para recrutar seguidores para sua causa de dominar os trouxas (não-mágicos). Lá, Grindelwald revelou que Credence era na verdade Aurelius Dumbledore, o irmão secreto de Alvo Dumbledore, o maior bruxo de todos os tempos. Grindelwald ofereceu a Credence uma varinha e o convidou a se juntar a ele, prometendo que ele poderia se vingar de Dumbledore, que supostamente o abandonou. Nagini tentou convencer Credence a ficar com ela, mas ele acabou aceitando a proposta de Grindelwald e partiu com ele, deixando Nagini para trás.

História de Nagini

Não se sabe ao certo o que aconteceu com Nagini após a separação de Credence, mas presume-se que ela continuou sua jornada pelo mundo mágico, tentando evitar sua transformação definitiva em cobra. Em algum momento após a Primeira Guerra Bruxa, que ocorreu entre 1970 e 1981, Nagini encontrou Lord Voldemort, o bruxo das trevas mais poderoso e temido de todos os tempos, que havia sido reduzido a um ser desfigurado e quase sem vida, após tentar matar o bebê Harry Potter e ter sua maldição rebatida.

Voldemort estava escondido em uma floresta na Albânia, onde se alimentava de animais e esperava uma chance de recuperar seu corpo e seu poder. Nagini se tornou sua única companhia e confidente, e ele usava sua habilidade de ofidioglossia, que lhe permitia falar com cobras, para se comunicar com ela. Nagini também se tornou uma fonte de alimento para Voldemort, pois seu veneno era um dos ingredientes de uma poção que ele usava para se manter vivo.

Em 1994, Voldemort conseguiu capturar Berta Jorkins, uma funcionária do Ministério da Magia que estava de férias na Albânia. Ele usou a Maldição da Tortura para extrair dela informações valiosas sobre o Torneio Tribruxo, uma competição entre as três maiores escolas de magia da Europa, que seria realizada naquele ano em Hogwarts, a escola de magia da Grã-Bretanha. Voldemort também descobriu que Berta tinha visto o antigo servo de Voldemort, Pedro Pettigrew, que havia forjado sua própria morte e se escondido como um rato de estimação de um amigo de Harry Potter, Rony Weasley. Voldemort então matou Berta com a Maldição da Morte, e usou esse assassinato para transformar Nagini em sua sétima e última Horcrux, um objeto que contém uma parte da alma de um bruxo, tornando-o imortal.

Voldemort enviou Pettigrew para sequestrar Harry Potter durante o Torneio Tribruxo, e usou seu sangue para realizar um ritual que lhe devolveu seu corpo e sua força. Nagini acompanhou Voldemort e seus Comensais da Morte, seus seguidores fanáticos, até um cemitério, onde eles enfrentaram Harry Potter em um duelo. Harry conseguiu escapar por pouco, levando consigo o corpo de Cedrico Diggory, um dos competidores do torneio que havia sido morto por Pettigrew a mando de Voldemort.

Destino de Nagini

Após o renascimento de Voldemort, Nagini se tornou sua arma mais letal e sua guardiã mais fiel. Ela atacou e feriu gravemente Arthur Weasley, o pai de Rony, em 1995, mas ele foi salvo por Harry Potter, que teve uma visão do ataque através de sua conexão mental com Voldemort. Nagini também participou do assassinato de Caridade Burbage, uma professora de Hogwarts que defendia os direitos dos trouxas, em 1997, e devorou seu corpo na frente dos Comensais da Morte.

Nagini também foi usada por Voldemort para matar Severo Snape, o diretor de Hogwarts e um dos seus mais leais servos, em 1998. Voldemort acreditava que Snape era o verdadeiro dono da Varinha das Varinhas, uma das Relíquias da Morte, objetos mágicos que concediam poderes extraordinários a quem os possuísse. Voldemort queria se apossar da varinha, que ele havia roubado do túmulo de Alvo Dumbledore, mas que não funcionava bem em suas mãos. Ele pensou que, ao matar Snape, ele se tornaria o novo dono da varinha, mas ele estava enganado, pois o verdadeiro dono era Harry Potter, que havia desarmado Draco Malfoy, que por sua vez havia desarmado Dumbledore antes de sua morte.

Nagini também foi alvo dos membros da Ordem da Fênix, um grupo de bruxos que lutavam contra Voldemort e seus Comensais da Morte. Eles descobriram que Nagini era uma Horcrux, e que para derrotar Voldemort de uma vez por todas, eles teriam que destruir todas as suas Horcruxes. Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger, os melhores amigos de Harry, se encarregaram dessa missão, e conseguiram destruir cinco das sete Horcruxes: o diário de Tom Riddle, o anel de Servolo Gaunt, o medalhão de Salazar Sonserina, a taça de Helga Lufa-Lufa e o diadema de Rowena Corvinal.

A sexta Horcrux era Harry Potter, que havia recebido involuntariamente uma parte da alma de Voldemort quando este tentou matá-lo quando era bebê. Harry descobriu isso através de uma visão de Snape, que morreu nas mãos de Nagini por ordem de Voldemort. Harry então se entregou a Voldemort, que o atingiu com a Maldição da Morte, mas não conseguiu matá-lo, apenas destruiu a Horcrux dentro dele.

A sétima e última Horcrux era Nagini, que estava protegida por um encantamento que a tornava invulnerável a qualquer ataque. Voldemort a levou consigo para a Batalha de Hogwarts, onde enfrentou os membros da Ordem da Fênix, os professores e os alunos de Hogwarts, e os bruxos e bruxas do Ministério da Magia. Durante a batalha, Nagini atacou vários oponentes, mas foi impedida de matar Hermione Granger por Rony Weasley, que a atingiu com um feitiço.

No final da batalha, Voldemort ordenou que Nagini matasse Neville Longbottom, o líder da Armada de Dumbledore, que havia se recusado a se juntar a ele. No entanto, Neville conseguiu se libertar da Maldição da Imperius, que o controlava, e usou a Espada de Godrico Grifinória, que havia sido entregue a ele pelo Chapéu Seletor, para decapitar Nagini, destruindo a última Horcrux e deixando Voldemort vulnerável. Harry Potter então aproveitou a oportunidade para duelar com Voldemort e derrotá-lo de uma vez por todas, pondo fim à sua tirania. Nagini foi a última Horcrux a ser destruída, e sua morte foi crucial para a vitória do bem sobre o mal. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem