Voldemort matou os pais de Harry Potter por um motivo surpreendentemente simples


A cicatriz em forma de raio que Harry Potter tem na testa é um dos seus traços mais distintivos, tanto no Mundo Mágico quanto no mundo dos trouxas. Essa marca foi deixada por Voldemort, o bruxo mais temido de todos os tempos, que tentou matar Harry quando ele era apenas um bebê. Nessa noite fatídica, Voldemort também assassinou os pais de Harry, Tiago e Lílian Potter, mas o motivo desse ataque só foi revelado em Harry Potter e a Ordem da Fênix, o quinto livro da saga.

Harry é o único sobrevivente conhecido do Avada Kedavra, a maldição mortal que Lord Voldemort usou contra ele em uma noite horrível. Essa façanha lhe rendeu fama e o apelido de “O Menino que Sobreviveu” na comunidade mágica. Além de sobreviver, Harry, com apenas 15 meses de idade, pôs fim ao domínio de terror de Voldemort por um tempo. Mas seus pais não tiveram a mesma sorte e foram assassinados por Voldemort antes dele tentar matar Harry. Qual foi o motivo de Voldemort querer eliminar Harry e sua família? A resposta é ao mesmo tempo simples e complexa: uma profecia estava envolvida.

A profecia que motivou Voldemort a matar os pais de Harry 

“Aquele com o poder de derrotar o Lorde das Trevas se aproxima... nascido daqueles que o desafiaram três vezes, nascido no sétimo mês... e o Lorde das Trevas irá marcá-lo como seu igual, mas ele terá o poder das Trevas Deus não sabe... e um deles deve morrer nas mãos do outro, pois nenhum deles pode viver enquanto o outro sobreviver... aquele com o poder de derrotar o Lorde das Trevas nascerá quando o sétimo mês morrer...” 

Snape revelou a Voldemort uma profecia que anunciava seu fim. Dumbledore entrevistou Sybill Trelawney no The Hog’s Head Inn para ser professora de Adivinhação em Hogwarts, antes de Harry nascer. Ele não se impressionou com ela, até que ela foi tomada por uma visão verdadeira da profecia. Ela contou o que levaria à derrota de Lord Voldemort. Mas Dumbledore não foi o único a escutar essa profecia, embora tenha sido o único a ouvi-la por completo.

Snape era um seguidor fiel de Voldemort, antes de mudar de lado e se aliar a Dumbledore. Ele foi o responsável por contar a Voldemort uma parte da profecia que ouviu escondido. Voldemort só prestou atenção no final da profecia, que dizia que Harry seria o seu destruidor, e por isso resolveu matá-lo quando ele ainda era um recém-nascido e, supostamente, não oferecia perigo. A profecia tem alguns pontos importantes: primeiro, ela fala que Voldemort será derrotado por alguém que nasceu em julho, e cujos pais o enfrentaram três vezes. Esse alguém também tem uma habilidade que Voldemort desconhece. Voldemort será o responsável por escolher o seu adversário, e apenas um deles sobreviverá. 

Por que Voldemort escolheu Harry Potter em vez de Neville Longbottom 

A profecia de Trelawney não mencionava os Potter diretamente, apenas um bruxo que poderia vencer Voldemort. Esse bruxo poderia ser o filho de qualquer casal que tivesse enfrentado Voldemort três vezes e nascido no fim de julho. Os Potter se encaixavam nessa descrição, mas não eram os únicos. Os Longbottom também tinham as mesmas características. Voldemort não sabia qual família era a certa. 

“A profecia tem uma complexidade que envolve um grau de autoconhecimento. “Aquele que o Lord das Trevas tiver como igual, ele o marcará”, o que implica que a profecia só se cumpriria se Voldemort escolhesse seu maior adversário. Isso é importante porque mostra que Harry não foi determinado pelo destino, mas pelo próprio Voldemort. Voldemort admirava as capacidades dos pais de Harry e via o filho deles como um perigo maior do que Neville. Isso também foi razão suficiente para os Potter serem assassinados por ele.” 

Tiago e Lilian, junto com seus amigos, foram uma grande ameaça para o Lorde das Trevas em seu primeiro período de terror, e se livrar deles seria uma grande vantagem para ele. Dois membros da Ordem da Fênix a menos para interferir em seus planos não era nada mal. Mas o verdadeiro motivo pelo qual Voldemort assassinou os Potter foi porque eles se colocaram entre ele e seu filho. Tiago caiu sem defesa, atingido por uma maldição mortal enquanto Voldemort avançava pela casa em direção a Harry, e Lilian se sacrificou quando ele entrou no quarto do bebê. 

Voldemort moldou sua própria morte, assim como a profecia disse que ele faria 

Quando Pedro Pettigrew entregou os Potter a Voldemort, revelando onde eles se escondiam, ele tirou a vida de Tiago e deixou Lilian com uma decisão. Ela poderia se afastar e permitir que ele matasse seu filho sem piedade, e assim ele a pouparia, como havia jurado a Snape. Lilian não aceitou, e preferiu se colocar entre Harry e a maldição fatal, ferindo Voldemort e sacrificando-se pelo seu filho. Voldemort acabou realizando a profecia que ele tanto quis impedir, marcando Harry como seu rival com a cicatriz de raio e dando a ele os poderes que Harry usaria para finalmente vencê-lo. 

Voldemort se identificou mais com Harry do que com Neville, pois ambos eram meio-sangues. Voldemort odiava seus pais por serem fracos e impuros: seu pai era um trouxa e sua mãe uma bruxa comum. Ele ocultou sua origem de seus aliados e inimigos, mas percebeu que Harry tinha uma mãe trouxa - o que ele considerava o pior tipo de sangue - e sentiu uma conexão com ele, uma força que vinha de ser meio-sangue. Voldemort optou por Harry em detrimento de Neville, pois pensou que Harry seria o responsável por sua ruína. Ele acertou, mas só porque suas escolhas fizeram a profecia se cumprir.

Fonte: CBR.com

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem