E se Harry Potter não fosse o escolhido - Neville Longbottom e a Ordem da Fênix


Neville Longbottom é um bruxo de 15 anos que estuda na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Ele é um dos membros da Armada de Dumbledore, um grupo de estudantes que se opõe ao retorno de Lord Voldemort, o bruxo das trevas mais poderoso de todos os tempos. Neville é também um dos quatro garotos que dividem o dormitório da Grifinória com Harry Potter, o menino que sobreviveu ao ataque de Voldemort quando era bebê.

No entanto, a vida de Neville muda drasticamente quando ele descobre que ele é o verdadeiro escolhido, aquele que tem a marca da cicatriz em forma de raio na testa e que está destinado a enfrentar Voldemort em uma batalha final. A profecia que revela esse fato foi feita pela professora Sibila Trelawney, que a pronunciou na presença de Alvo Dumbledore, o diretor de Hogwarts, e Severo Snape, um espião de Voldemort que trabalha como professor de Defesa Contra as Artes das Trevas.

A profecia diz:

"O único com o poder de derrotar o Lorde das Trevas se aproxima... nascido dos que o desafiaram três vezes, nascido ao terminar o sétimo mês... e o Lorde das Trevas o marcará como seu igual, mas ele terá um poder que o Lorde das Trevas desconhece... e um dos dois deverá morrer na mão do outro, pois nenhum poderá viver enquanto o outro sobreviver... o único com o poder de derrotar o Lorde das Trevas nascerá quando o sétimo mês terminar..."

A profecia se refere a Neville porque ele nasceu no dia 30 de julho, um dia antes de Harry, e seus pais, Frank e Alice Longbottom, eram aurores que lutaram contra Voldemort e seus seguidores, os Comensais da Morte, três vezes. Voldemort escolheu atacar Harry e seus pais, Tiago e Lílian Potter, porque ele acreditava que Harry era o escolhido, já que ele era um sangue-puro, enquanto Neville era um sangue-ruim, filho de pais nascidos trouxas. No entanto, ao tentar matar Harry, Voldemort foi atingido pelo feitiço que ricocheteou da proteção de amor de Lílian e perdeu seus poderes e sua forma física. Harry ficou com a cicatriz em forma de raio, mas Neville também foi marcado por Voldemort, pois ele recebeu uma mordida de Nagini, a cobra de estimação de Voldemort, que deixou uma cicatriz em forma de lua crescente em seu pescoço.

Neville não sabia que ele era o escolhido até o quinto ano, quando ele ouviu a profecia de Trelawney em uma sala secreta do Departamento de Mistérios, no Ministério da Magia. Ele estava lá com Harry, Rony Weasley, Hermione Granger, Gina Weasley e Luna Lovegood, que foram atraídos por uma armadilha de Voldemort, que queria se apoderar da profecia. Eles foram atacados por um grupo de Comensais da Morte, liderados por Belatriz Lestrange, a prima de Sirius Black, o padrinho de Harry e um dos membros da Ordem da Fênix, uma organização secreta que combate Voldemort e seus aliados.

A Ordem da Fênix foi fundada por Dumbledore e conta com vários bruxos e bruxas leais, como Remo Lupin, Ninfadora Tonks, Olho-Tonto Moody, Quim Shacklebolt, Minerva McGonagall, Molly e Arthur Weasley, entre outros. Eles tentam proteger Harry e Neville, que são os alvos principais de Voldemort, e também alertar o mundo mágico sobre o perigo que ele representa. No entanto, eles enfrentam a oposição do Ministério da Magia, que está sob o controle de Cornélio Fudge, um ministro corrupto e incompetente que nega o retorno de Voldemort e tenta desacreditar Dumbledore e Harry. Fudge nomeia Dolores Umbridge, uma funcionária do Ministério, como a nova professora de Defesa Contra as Artes das Trevas e a Alta Inquisidora de Hogwarts, dando-lhe poderes para impor regras rígidas e punições severas aos alunos e professores que se opõem a ele.

Umbridge é uma mulher cruel e sádica que tortura os alunos que a desafiam, como Harry e Neville, que são obrigados a escrever com uma pena que usa o sangue deles como tinta. Ela também proíbe o ensino de magia defensiva, alegando que os alunos não precisam se preparar para uma guerra que não existe. Por isso, Harry, Neville e seus amigos decidem formar a Armada de Dumbledore, um grupo clandestino que se reúne na Sala Precisa, um lugar mágico que se transforma no que o usuário deseja, para aprender a se defender dos Comensais da Morte e de outras ameaças. Eles usam moedas encantadas para se comunicar e marcar as reuniões, que são conduzidas por Harry, que se torna um líder natural e um professor habilidoso.

Neville é um dos alunos mais dedicados e entusiasmados da Armada de Dumbledore, pois ele tem um motivo pessoal para lutar contra Voldemort e seus seguidores. Seus pais foram torturados até a loucura por Belatriz Lestrange e outros Comensais da Morte, usando a maldição Cruciatus, que causa uma dor insuportável. Eles estão internados no Hospital St. Mungus para Doenças e Acidentes Mágicos, onde Neville os visita frequentemente, mas eles não o reconhecem como seu filho. Neville guarda um segredo sobre seus pais, pois ele tem vergonha de sua condição e teme que os outros o considerem fraco ou louco. Ele só revela a verdade a Harry, Rony e Hermione, que o apoiam e o encorajam.

Neville demonstra uma grande coragem e determinação ao longo do ano, superando seus medos e suas inseguranças. Ele melhora muito suas habilidades mágicas, especialmente em Herbologia, sua matéria favorita, e em Defesa Contra as Artes das Trevas, onde ele aprende a conjurar um Patrono, um feitiço que cria uma forma animal de luz que protege o bruxo dos Dementadores, criaturas que sugam a felicidade e a esperança das pessoas. O Patrono de Neville é um leão, o símbolo da Grifinória, a casa dos corajosos e dos nobres.

Neville também se aproxima de Luna Lovegood, uma garota da Corvinal que é considerada estranha e excêntrica por seus colegas, mas que tem uma mente aberta e uma personalidade gentil. Ela é uma das poucas pessoas que acredita em Harry e em Neville, e que os defende das provocações e das mentiras. Ela também compartilha com Neville o interesse por criaturas mágicas, como os Testrálios, cavalos alados que só podem ser vistos por quem já presenciou a morte. Neville e Luna desenvolvem uma amizade sincera e uma atração mútua, que se torna mais evidente quando eles vão juntos ao Baile de Natal, organizado pela professora Minerva McGonagall, a diretora interina de Hogwarts, após Dumbledore ser afastado por Fudge.

No final do ano, Neville enfrenta o maior desafio de sua vida, quando ele descobre que ele é o escolhido e que ele tem que lutar contra Voldemort e seus Comensais da Morte no Departamento de Mistérios. Lá, ele testemunha a morte de Sirius Black, que é atingido por um feitiço de Belatriz Lestrange e cai através de um véu que leva ao além. Neville fica arrasado com a perda de seu mentor e amigo, mas ele não se rende. Ele luta bravamente ao lado de Harry, Rony, Hermione, Gina e Luna, e consegue destruir a profecia, impedindo que Voldemort a obtenha. Ele também enfrenta Belatriz Lestrange, a mulher que arruinou sua família, e a atinge com um feitiço que a faz cair de joelhos, gritando de dor. Neville sente uma mistura de ódio e de justiça, mas ele não a mata, pois ele não a mata, pois ele sabe que isso não traria seus pais de volta, e que ele não quer se tornar como ela. Ele segue o conselho de Dumbledore, que lhe disse que há coisas muito piores do que a morte, e que o amor é a força mais poderosa do mundo. Ele demonstra compaixão e perdão, qualidades que Voldemort não possui, e que são essenciais para derrotá-lo.

Neville é salvo por Dumbledore, que chega ao Departamento de Mistérios com vários membros da Ordem da Fênix, e que enfrenta Voldemort em um duelo épico. Voldemort foge, mas não antes de ser visto por vários funcionários do Ministério, que finalmente reconhecem a verdade sobre seu retorno. Fudge é demitido, e Umbridge é afastada de Hogwarts. Dumbledore reassume seu cargo de diretor, e revela a Neville e a Harry a profecia que os liga a Voldemort. Ele explica que Neville é o escolhido, mas que Harry também tem um papel importante a desempenhar, pois ele é o dono de uma das três Relíquias da Morte, objetos mágicos que concedem ao seu possuidor o domínio sobre a vida e a morte. Harry possui a Capa da Invisibilidade, que herdou de seu pai, que a recebeu de seu ancestral, Ignoto Peverell, um dos três irmãos que criaram as Relíquias. As outras duas são a Varinha das Varinhas, a varinha mais poderosa do mundo, que está nas mãos de Voldemort, e a Pedra da Ressurreição, que pode trazer de volta os mortos, e que está escondida em um anel que pertenceu a Tom Riddle, o nome verdadeiro de Voldemort.

Dumbledore diz a Neville e a Harry que eles têm que destruir as Horcruxes, pedaços da alma de Voldemort que ele escondeu em objetos para se tornar imortal. Ele diz que ele já destruiu uma, o anel de Riddle, e que Harry destruiu outra, o diário de Riddle, que era a fonte do basilisco que atacou os alunos na Câmara Secreta. Ele diz que há mais quatro Horcruxes, e que ele tem pistas sobre alguns deles. Ele diz que ele precisa da ajuda de Neville e de Harry para encontrar e destruir as Horcruxes, e que eles devem se preparar para a guerra que está por vir.

Neville aceita a missão de Dumbledore, e se sente determinado a cumprir seu destino. Ele sabe que ele tem o apoio de seus amigos, de sua avó, Augusta Longbottom, que se orgulha de seu neto, e de seus pais, que ele acredita que ainda o amam, mesmo que não o reconheçam. Ele sabe que ele tem o amor de Luna, que se torna sua namorada, e que o faz feliz. Ele sabe que ele tem o respeito de seus colegas, que o admiram por sua bravura e sua lealdade. Ele sabe que ele tem o poder de derrotar o Lorde das Trevas, pois ele tem um poder que o Lorde das Trevas desconhece: o poder do coração.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Os sites Ygor Freitas Hogwarts Brasil agora tem Canais no WhatsApp 

Acesse nossos canais de Notícias e Ofertas para ficar por dentro de todas as Novidades do Mundo Mágico de Harry Potter, Filmes e Séries. Receba também as melhores Promoções e Desconto da Amazon e Shopee

-> Canal de Notícias no WhatsApp 

-> Canal de Ofertas no WhatsApp