O natal de Harry Potter em As Relíquias da Morte

O natal é uma data especial para os bruxos e os trouxas, mas para Harry Potter e seus amigos, o natal de As Relíquias da Morte foi um dos mais sombrios e perigosos de suas vidas. Em busca das horcruxes, os objetos que guardavam pedaços da alma de Lord Voldemort, Harry, Rony e Hermione se viram fugindo e lutando contra os Comensais da Morte, os seguidores do Lorde das Trevas.

No dia 24 de dezembro, eles decidiram visitar a casa dos pais de Luna Lovegood, na esperança de encontrar alguma pista sobre uma das Relíquias da Morte, a misteriosa Varinha das Varinhas. As Relíquias da Morte eram três objetos mágicos de grande poder, que teriam sido criados pela própria Morte: a Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição e a Capa da Invisibilidade. Juntos, esses objetos tornavam seu possuidor o Senhor da Morte, e segundo a lenda, imortal.

Porém, ao chegarem à casa dos Lovegood, eles descobriram que Luna havia sido sequestrada pelos Comensais da Morte, e que seu pai, Xenofílio, estava desesperado para resgatá-la. Xenofílio contou a eles a história das Relíquias da Morte, e mostrou o símbolo que as representava: um círculo, uma linha e um triângulo. Ele disse que a Varinha das Varinhas era a mais poderosa de todas as varinhas, capaz de vencer qualquer duelo; que a Pedra da Ressurreição era capaz de trazer os mortos de volta à vida; e que a Capa da Invisibilidade era uma capa perfeita, que escondia seu usuário de qualquer perigo.

Harry reconheceu o símbolo das Relíquias da Morte, pois ele já o havia visto em um pingente que pertencia a um velho amigo de seu pai, chamado Olivaras. Ele também percebeu que ele já possuía uma das Relíquias: a Capa da Invisibilidade, que ele havia herdado de seu pai. Ele se perguntou se as outras Relíquias realmente existiam, e se elas poderiam ajudá-lo a derrotar Voldemort.

Enquanto conversavam, eles foram surpreendidos por um grupo de Comensais da Morte, que haviam sido avisados por Xenofílio, que esperava trocar a informação pela vida de sua filha. Harry, Rony e Hermione conseguiram escapar por pouco, usando a Capa da Invisibilidade e o Feitiço do Desilusório. Eles se refugiaram em uma floresta, onde passaram a noite de natal.

No dia seguinte, eles receberam a visita de um patrono em forma de corça, que os guiou até uma casa abandonada. Lá, eles encontraram ninguém menos que Rony Weasley, que havia abandonado os amigos há alguns meses, após uma briga. Rony se arrependeu de sua atitude, e voltou para ajudá-los, usando um artefato mágico que Harry havia recebido de seu padrinho, Sirius Black: o Vira-Tempo. O Vira-Tempo era um pequeno relógio que permitia viajar no tempo, e que Rony usou para encontrar Harry e Hermione.

Rony contou que ele havia ouvido no rádio que o Ministério da Magia havia caído nas mãos de Voldemort, e que os bruxos que não eram puro-sangue estavam sendo perseguidos e presos. Ele também disse que ele havia salvo a vida de Harry, ao destruir uma das horcruxes com a espada de Godric Gryffindor, que ele havia encontrado em um lago congelado. A horcruxe era um medalhão que pertencia a Salazar Slytherin, um dos fundadores de Hogwarts, e que estava amaldiçoado por Voldemort.

Harry ficou feliz em ver Rony de volta, e perdoou sua traição. Hermione, porém, ficou furiosa, e demorou a aceitar o retorno de Rony. Ela o castigou com um feitiço que o fez cuspir lesmas, e o ignorou por um tempo. Mas, aos poucos, ela foi se reconciliando com ele, e os dois acabaram se beijando pela primeira vez.

Os três amigos continuaram a sua jornada, tentando encontrar as outras horcruxes e as Relíquias da Morte. Eles descobriram que a Varinha das Varinhas estava em posse de Voldemort, que a havia roubado do túmulo de Alvo Dumbledore, o antigo diretor de Hogwarts. Eles também descobriram que a Pedra da Ressurreição estava escondida em um objeto que Harry havia recebido de Dumbledore: o Pomo de Ouro, a pequena bola dourada usada no jogo de quadribol.

Harry conseguiu abrir o Pomo de Ouro, e encontrou a Pedra da Ressurreição dentro dele. Ele usou a pedra para invocar os espíritos de seus pais, de Sirius Black e de Remo Lupin, que o confortaram e o encorajaram a enfrentar Voldemort. Harry então se entregou ao Lorde das Trevas, que o atacou com a Maldição da Morte.

Porém, Harry não morreu. Ele acordou em um lugar que parecia a estação de King's Cross, onde ele encontrou o espírito de Dumbledore. Dumbledore explicou que Harry era uma horcruxe involuntária de Voldemort, pois quando este tentou matá-lo quando era bebê, ele transferiu parte de sua alma para Harry. Ao atacar Harry novamente, Voldemort destruiu a sua própria horcruxe, mas não matou Harry, pois este era o verdadeiro dono da Varinha das Varinhas, que não o reconhecia como seu mestre.

Dumbledore disse que Harry tinha a escolha de voltar à vida ou seguir para a morte. Harry escolheu voltar, e se fingiu de morto quando Voldemort o levou de volta ao castelo de Hogwarts, onde os Comensais da Morte e a Ordem da Fênix, a organização que lutava contra Voldemort, travavam uma batalha sangrenta.

Harry se revelou vivo, e desafiou Voldemort para um duelo final. Ele disse que a Varinha das Varinhas não o obedecia, pois ele não era o seu legítimo dono. O verdadeiro dono era Draco Malfoy, que havia desarmado Dumbledore antes de sua morte, e que depois havia sido desarmado por Harry. Harry disse que ele era o Senhor da Morte, pois possuía as três Relíquias: a Varinha das Varinhas, que ele tomou de Voldemort; a Pedra da Ressurreição, que ele guardou no bolso; e a Capa da Invisibilidade, que ele usou para se esconder.

Voldemort não acreditou em Harry, e lançou a Maldição da Morte contra ele. Harry revidou com o Feitiço de Desarmamento, e a Varinha das Varinhas voou de Voldemort para Harry. A Maldição da Morte se voltou contra Voldemort, que caiu morto no chão. Harry havia derrotado o Lorde das Trevas, e libertado o mundo mágico de seu terror.

No filme Harry quebrou a Varinha das Varinhas. No livro Harry devolveu ao túmulo de Dumbledore. Ele também descartou a Pedra da Ressurreição, pois não queria mais mexer com os mortos. Ele ficou apenas com a Capa da Invisibilidade, que ele usou para viver uma vida normal e feliz, ao lado de seus amigos e de sua família.

O natal de Harry Potter em As Relíquias da Morte foi um natal de sacrifício, de coragem, de amor e de esperança. Foi um natal que marcou o fim de uma era, e o início de uma nova. Foi um natal que Harry nunca esqueceria.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Os sites Ygor Freitas Hogwarts Brasil agora tem Canais no WhatsApp 

Acesse nossos canais de Notícias e Ofertas para ficar por dentro de todas as Novidades do Mundo Mágico de Harry Potter, Filmes e Séries. Receba também as melhores Promoções e Desconto da Amazon e Shopee

-> Canal de Notícias no WhatsApp 

-> Canal de Ofertas no WhatsApp