Harry Potter: O que aconteceu com a tia Guida?


Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban apresentaram ao público tia Guida, a detestável irmã do tio Válter. No entanto, a visita de tia Guida à Rua dos Alfeneiros não saiu exatamente conforme o planejado. A personagem não faz nenhuma tentativa de disfarçar seu ódio por Harry, chegando a dizer ao tio Válter: “Ele teria ido direto para um orfanato se tivesse sido jogado na minha porta, Válter”. A situação continua a piorar quando tia Guida começa a falar mal dos pais de Harry, referindo-se ao falecido Tiago Potter como um “bêbado”. Em uma cena memorável, tia Guida atribui a personalidade 'problemática' de Harry a Lílian Potter, declarando: “Se há algo errado com a mãe, então haverá algo errado com o filho”. Compreensivelmente, Harry imediatamente perde a paciência, mas é seguro dizer que tia Guida recebeu o que merecia, tornando-se um dos momentos mais icônicos de toda a franquia Harry Potter. 


Curiosidade: Na versão original em Inglês Guida Dursley se chama Marge Dursley. 

• No inglês a frase de Guida é “If there’s something wrong with the bitch, then there’ll be something wrong with the pup” que se traduzido para português, ficaria ainda mais ofensiva: “Se há algo errado com a cadel#, então haverá algo errado com o cachorrinho” 

Antes mesmo que tia Guida pudesse retaliar, Harry começou a transformar sua terrível tia em um balão, fazendo-a flutuar para longe da residência da Rua dos Alfeneiros e para longe. É seguro dizer que a personagem vilã certamente recebeu o que estava por vir, mas o filme continua encobrindo o destino de tia Guida. Por exemplo, os fãs sempre se perguntam se a tia Guida alguma vez foi resgatada. Como alguns fãs de Harry Potter saberão, é estritamente proibido que os alunos usem magia fora de Hogwarts, então Harry alguma vez recebeu punição por sua vingança humorística? 

Quem é a tia Guida 

Como mencionado anteriormente, tia Guida é irmã do tio Válter. O livro do Prisioneiro de Azkaban fornece uma introdução memorável do personagem detestável: 

"Mesmo que ela não fosse parente de sangue de Harry (cuja mãe era irmã de tia Petúnia), ele foi forçado a chamá-la de 'tia' durante toda a vida. Tia Guida morava no campo, em uma casa com um grande jardim, onde criava buldogues. Ela não costumava ficar na Rua dos Alfeneiros porque não suportava deixar seus preciosos cachorros, mas cada uma de suas visitas se destacava de forma horrível e vívida na mente de Harry." 

Assim como tio Válter, tia Guida tinha um ódio inexplicável por Harry e o tratava de maneira terrível durante suas visitas à Rua dos Alfeneiros. Em contraste, ela adorava Duda, o primo chato de Harry, e se referia a ele como “meus Dudders”. Embora tia Guida tenha aparecido apenas em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, sua personagem certamente deixou uma impressão memorável na franquia. A aparência do personagem é descrita em uma passagem marcante do livro: 

"Ela era muito parecida com o tio Válter; grande, corpulenta e de rosto roxo, ela tinha até bigode, embora não tão espesso quanto o dele. Em uma das mãos ela segurava uma mala enorme, e debaixo da outra havia um buldogue velho e mal-humorado"  

No filme do Prisioneiro de Azkaban, tia Guida foi interpretada por Pam Ferris, que incorporou perfeitamente a atitude assustadora da personagem. O filme também incluía um dos buldogues icônicos da personagem, a quem tia Guida permitia lamber seu prato e copo de conhaque.

No típico estilo trouxa, tia Guida estava felizmente inconsciente das habilidades mágicas de Harry. Tio Válter informou falsamente à irmã que eles haviam enviado Harry para “uma excelente instituição para casos indefesos”. No entanto, tia Guida aprenderia sobre as habilidades mágicas de Harry de uma forma bastante inesperada, resultando em sua transformação em um balão humano. No filme do Prisioneiro de Azkaban, o personagem foi visto pela última vez flutuando ao longe, deixando os fãs questionando o resultado da tia Guida. 

O que aconteceu com a tia Guida 

No filme do Prisioneiro de Azkaban, Harry sai de casa para evitar o castigo dos Dursley. Tio Válter então exige que o menino “a traga de volta!”, mas Harry ignora os apelos de seu tio e protesta que tia Guida merece isso. Valter o lembra que é contra as regras fazer magia fora de Hogwarts, mas Harry está determinado a deixar a família Dursley, independentemente de Hogwarts aceitá-lo de volta. Quando Harry sai da Rua dos Alfeneiros, tia Guiray é vista ainda flutuando ao longe.  

Curiosamente, no livro, tia Guida nunca sai da casa dos Dursley. Em vez disso, ela está presa no teto da sala de jantar dos Dursley. Isso é mencionado no livro quando Harry se pergunta "se os Dursleys já conseguiram tirar tia Marge do teto". 

No filme: Tia Guida se transforma em um balão e flutua para longe da Rua dos Alfeneiros. 

No livro: Tia Guida se transforma em balão, mas permanece na casa dos Dursley. 

Depois de fugir da Rua dos Alfeneiros, Harry embarcou no Ônibus Knight, que o levou ao Caldeirão Furado. Aqui, ele é recebido por Cornelius Fudge, o Chefe do Ministério da Magia. Fudge diz a ele que a situação com tia Guida foi resolvida: 

"Você ficará satisfeito em saber que lidamos com a infeliz explosão da Srta. Marjorie Dursley. Dois membros do Departamento de Reversão de Magia Acidental foram enviados para a Rua dos Alfeneiros há algumas horas. Miss Dursley foi perfurada e sua memória foi modificada. Ela não se lembra do incidente. Então é isso, e nenhum dano causado." 

Depois que tia Guida foi restaurada ao seu estado normal, o Departamento de Reversão de Magia Acidental obscureceu a memória do personagem sobre o incidente. Quando Harry pergunta qual será sua punição por usar magia fora de Hogwarts, Fudge lhe garante que nenhuma ação adicional será tomada. Harry fica chocado com esta notícia e pergunta a Fudge por que ele evitou a punição, ao que o Ministro da Magia responde com:  

"As circunstâncias mudam, Harry... temos que levar em conta... no clima atual... certamente você não quer ser expulso?" 

A menção de Fudge ao “clima atual” alude à fuga de Sirius Black de Azkaban. Na época, o Ministério da Magia acreditava que Sirius havia escapado de Azkaban para procurar e prejudicar Harry. Por causa disso, Fudge acreditava que seria mais seguro para Harry permanecer em Hogwarts.

Da mesma forma, no filme do Prisioneiro de Azkaban, Fudge informa a Harry que o Ministério da Magia conseguiu localizar tia Guida “logo ao sul de Sheffield, circulando por uma chaminé”. Aqui, tia Guida foi perfurada com sucesso e sua memória foi modificada. 

Após os eventos de Prisioneiro de Azkaban, não há mais menção à tia Guida, mas é seguro dizer que tanto ela quanto Harry tiveram sorte de escapar deste incidente. Tanto no livro quanto no filme, tia Guida foi restaurada ao seu estado normal e Harry conseguiu evitar a punição por sua vingança cômica. Mesmo assim, Harry transformando tia Guida em um balão continua sendo um dos momentos mais icônicos da franquia e, como muitos fãs concordarão, é um castigo satisfatório para  personagem maliciosa de tia Guida. 

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

É o início do terceiro ano na escola de bruxaria Hogwarts. Harry, Ron e Hermione têm muito o que aprender. Mas uma ameaça ronda a escola e ela se chama Sirius Black. Após doze anos encarcerado na prisão de Azkaban, ele consegue escapar e volta para vingar seu mestre, Lord Voldemort. Para piorar, os Dementadores, guardas supostamente enviados para proteger Hogwarts e seguir os passos de Black, parecem ser ameaças ainda mais perigosas. 

• Classificação: Livre 
• Lançamento: 2004 
• Gênero: Fantasia/Aventura 
• Duração: 2h 22m 
• Data de lançamento: 4 de junho de 2004 (Brasil)
• Diretor: Alfonso Cuarón
• Continuação: Harry Potter e o Cálice de Fogo
• Indicações: Oscar de Melhor Trilha Sonora Original, Oscar de Melhores Efeitos Visuais e mais
• Roteiro: Alfonso Cuarón, Steve Kloves
• Lançamento em DVD: 22 de novembro de 2004

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban está disponível na HBO Max.


Fonte: GameRant

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem