Harry Potter: características da Sonserina, explicadas


Um dos momentos mais icônicos de Harry Potter saga é quando Harry entra pela primeira vez no castelo de Hogwarts, e ele e todos os outros bruxos do primeiro ano são classificados em suas respectivas casas. Cada uma das quatro casas carrega um conjunto único de características, valores, história e uma reputação que a precede. A Sonserina é, sem dúvida, a mais impactada por essa reputação. Um dos equívocos mais comuns na saga é que os bruxos que são selecionados para a Sonserina são inerentemente maus. No entanto, isso não poderia estar mais longe da verdade. Na verdade, nem todos os sonserinos são maus, muitos fizeram contribuições inestimáveis ao longo da história, e nem todo bruxo malvado entra na Sonserina. Reduzir esta casa incompreendida aos bruxos das trevas que ela produziu nega a profundidade e a complexidade que ela pode ter, seus traços e valores que vão muito além do estereótipo.


No coração da Sonserina está o legado de seu controverso fundador, Salazar Slytherin, um dos bruxos mais famosos de seu tempo. Ao contrário dos outros fundadores de Hogwarts, Salazar acreditava que apenas bruxos de sangue puro deveriam ser permitidos na escola, pois considerava os alunos nascidos trouxas indignos. A ideologia radical de Slytherin contrastava muito com a de seus colegas financiadores, mas ele criou a Câmara Secreta, para que seu futuro herdeiro libertasse a fera dentro dela e cumprisse seu objetivo. Embora nem todos os Sonserinos compartilhem dessas crenças extremas, a Casa Sonserina sempre foi associada a eles e continua sendo um tema controverso de discussão entre os fãs de Harry Potter. Na realidade, a maioria dos bruxos que são selecionados para a Sonserina são mais do que apenas a reputação de sua casa e têm tantos traços positivos e negativos, pontos fortes, fracos e personalidades diversas quanto os de outras casas. 


Quais são os pontos fortes dos Sonserinos? 

A ambição é uma das características mais comumente associadas à Casa Sonserina e muitas vezes serve como um ponto forte, já que os Sonserinos estão determinados a alcançar seus objetivos, não importa o que aconteça. Eles são incrivelmente resistentes e sua força de vontade muitas vezes os ajuda a superar qualquer medo que possam ter. O próprio Salazar Slytherin apresentou e admirou essas qualidades. Os Sonserinos são autoconfiantes, seguros de si e confiam em suas próprias habilidades. Embora possam ser manipuladores, também são líderes naturais e sabem como influenciar as pessoas. 

Embora a inteligência seja uma das características que definem a Corvinal, os Sonserinos também possuem uma grande inteligência que vai além dos livros e, em vez disso, se apresenta como uma mistura de astúcia e desenvoltura. Eles pensam rápido, prosperam sob pressão e são capazes de se adaptar ao ambiente, aproveitando todas as oportunidades a seu favor e encontrando soluções onde outros não conseguem. A lealdade, comumente associada à Lufa-Lufa, também é uma característica comum entre os bruxos da Sonserina. Embora sua lealdade seja mais seletiva, como pode ser visto em pessoas como Narcissa Malfoy e Severo Snape, os Sonserinos são incrivelmente leais àqueles que amam ou admiram. 

Quais são os pontos fracos dos Sonserinos? 

A ambição da Sonserina às vezes pode ofuscar sua moralidade. Embora a ambição possa ser um ponto forte, muitos bruxos a levam ao extremo e colocam seus objetivos acima de seus princípios, quebrando voluntariamente as regras e até mesmo a lei. Esta ambição levou vários sonserinos a tomarem decisões mais do que questionáveis. Orgulho é outra característica comum associada aos Sonserinos. Eles são autoconfiantes, mas muitas vezes isso pode se transformar em arrogância e orgulho. O orgulho de Voldemort, por exemplo, o levou a subestimar Harry e superestimar suas próprias habilidades, o que acabou resultando em sua queda. Embora nem todos os Sonserinos sejam maus, há alguns que definitivamente exibem tendências cruéis e maliciosas e apresentam o desejo de causar danos. 

Uma fraqueza comum entre os Sonserinos é que eles são suscetíveis à pressão dos colegas e, devido ao medo da rejeição, muitas vezes não defendem aquilo em que acreditam. Esta é uma característica frequentemente demonstrada por Draco Malfoy, que frequentemente questiona o moralidade de suas ações, mas acaba se juntando relutantemente aos Comensais da Morte por causa de seu pai. Outra fraqueza que muitos sonserinos compartilham é a falta de empatia. Assim como sua lealdade, sua empatia pode ser bastante seletiva. Embora muitas vezes possam e façam a coisa certa, muitas vezes é por motivos egoístas e em benefício próprio. Uma característica da Sonserina que pode ser uma faca de dois gumes é a desenvoltura, que muitas vezes pode levar à preguiça. Os Sonserinos podem ser bastante preguiçosos e escolher o caminho mais fácil, se houver, como visto em bruxos como Crabbe e Goyle. 


Quem são os sonserinos mais famosos? 

Sim, nem todos os Sonserinos são maus ou mesmo inclinados para as artes das trevas, mas isso não nega o fato de que a maioria dos que são, foram selecionados para esta casa. O hall da fama da Sonserina está contaminado por vários bruxos e bruxas sombrios e malvados. Além de Salazar Slytherin, talvez o sonserino mais famoso seja Tom Riddle, também conhecido como Lord Voldemort, sem dúvida o bruxo mais sombrio de todos os tempos e aquele que mais impactou negativamente a reputação da casa. Sua ambição e desejo de poder e imortalidade serviram de catalisador para toda a série. 

O Comensal da Morte mais leal de Voldemort, e uma das bruxas das trevas mais infames, Bellatrix Lestrange, também era Sonserina. Sua lealdade quase fanática e compromisso com a causa de Voldemort são alguns de seus traços sonserinos mais evidentes, desta vez enfatizando o aspecto mais sombrio comumente associado à casa. Outra bruxa infame da Sonserina, talvez ainda mais temida e odiada que Bellatrix, não é outra senão Dolores Umbridge. Ela é mais lembrada por seu regime opressivo e cruel como Alta Inquisidora em Hogwarts, muitas vezes exibindo uma personalidade astuta e manipuladora, dois traços comuns na Sonserina.  

Para muitos, pode ser impossível pensar na Sonserina sem imaginar pelo menos um membro da família Malfoy. Os Malfoys são uma das famílias de sangue puro e Sonserina mais famosas, conhecidas por sua riqueza, influência e associação com as artes das trevas e Voldemort. Draco Malfoy começa como uma figura bastante antagônica a Harry, e muitas vezes exibe preconceito e arrogância. Apesar de relutantemente se tornar um Comensal da Morte, ele luta com a moralidade ao longo da série e é incapaz de infligir qualquer dano real aos outros, provando ser mais um indivíduo em conflito de uma família problemática do que um bruxo das trevas inerentemente malvado. O filho de Draco, Scorpius, também foi selecionado para a Sonserina e deu ao nome Malfoy um legado mais positivo. 


Lúcio Malfoy, o pai de Draco, por outro lado, é um sonserino com crenças na supremacia do sangue puro e um conhecido Comensal da Morte. Ele é arrogante, ambicioso e engenhoso, e usa sua riqueza e conexões para promover seus próprios interesses. Narcissa Malfoy, mãe de Draco, é uma sonserina moralmente mais complexa. Embora ela certamente não seja boa e compartilhe muitas das crenças de seu marido, ela nunca se torna uma Comensal da Morte e tem alguns momentos redentores. Ela coloca seu amor por Draco acima de tudo. Durante a Batalha de Hogwarts, quando Harry a informa que Draco está seguro, ela mente para Voldemort sobre a morte de Harry, que é um momento crucial na queda de Voldemort e no fim da guerra, fazendo de Narcissa uma heroína por seus próprios méritos. 

Severo Snape é indiscutivelmente o personagem mais complexo e moralmente ambíguo da série, e um dos mais famosos heróis da Sonserina. Como ex-Comensal da Morte que se tornou agente duplo de Dumbledore, Snape, assim como Narcissa e muitos outros sonserinos, colocam o amor acima de tudo. Seu amor por Lilian Potter e sua lealdade a Dumbledore, bem como sua inteligência, desenvoltura e sacrifício final para proteger Harry, fazem de Snape um dos maiores sonserinos e desafiam a reputação negativa da casa. Harry até chama seu filho de Albus Severus, que eventualmente é selecionado para a Sonserina, depois dele. Albus Potter também se torna um dos grandes e famosos bruxos que saíram da Sonserina. Alguns outros sonserinos famosos que fizeram grandes contribuições ao mundo mágico incluem Merlin, Horacio Slughorn, Leta Lestrange, Regulus Black e Andrômeda Tonks. 

Quando os fãs foram selecionados para a Sonserina no Pottermore, um site oficial de Harry Potter onde JK Rowling compartilhou conteúdo adicional, a monitora da Sonserina, Gemma Farley, declarou o seguinte em sua carta de boas-vindas: “Mas não somos pessoas más. Somos como nosso emblema, a cobra: elegante, poderoso e frequentemente incompreendido.” Isso representa perfeitamente os equívocos da Sonserina, ao mesmo tempo em que lembra aos fãs que os bruxos que são classificados nesta casa são diversos, complexos, multidimensionais e não podem ser reduzidos a um único estereótipo. 


Fonte: GameRant

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Os sites Ygor Freitas Hogwarts Brasil agora tem Canais no WhatsApp 

Acesse nossos canais de Notícias e Ofertas para ficar por dentro de todas as Novidades do Mundo Mágico de Harry Potter, Filmes e Séries. Receba também as melhores Promoções e Desconto da Amazon e Shopee

-> Canal de Notícias no WhatsApp 

-> Canal de Ofertas no WhatsApp