A estrela de Dame Edna, Barry Humphries, que morreu no último sábado, apoiou JK Rowling sobre visões trans


No último sábado (22), morreu aos 89 anos de idade, o humorista australiano Barry Humphries, conhecido mundialmente por interpretar a drag queen Dama Edna Everage no teatro e na TV. 

John Barry Humphries foi um comediante, satirista, dadaísta, artista, autor e ator australiano. Ficou conhecido por inventar e interpretar os personagens de Dame Edna Everage, uma dona de casa e "gigastar" de Melbourne, e Sir Les Patterson, que é um "diplomata australiano" realmente rude

Humphries morreu em um hospital de Sydney aos 89 anos, após complicações de uma cirurgia no quadril a que foi submetido no início deste ano.

Nascimento: 17 de fevereiro de 1934, Kew, Austrália
Falecimento: 22 de abril de 2023, St Vincent's Hospital Sydney, Darlinghurst, Austrália

Enquanto Humphries foi amplamente celebrado por seu tipo de sátira afiada e por ajudar a trazer o drag para o mainstream, sua carreira de seis décadas no mundo do entretenimento foi envolvida por uma série de comentários sobre a comunidade trans no final de 2010. 

Agora, um e-mail vazado revela que ele escreveu uma carta de apoio destinada a JK Rowling apoiando a autora de Harry Potter em relação à sua posição sobre os direitos trans. 

O jornalista Ben Fordham revelou no programa de rádio australiano 2GB que Humphries uma vez assinou uma petição em apoio a JK Rowling.  

Fordham sugeriu que, em outubro de 2020, quatro meses após JK Rowling postar o ensaio, Humphries escreveu em um e-mail: “Você tem minha assinatura [de apoio]. Fui banido pelo Festival de Comédia de Melbourne, que Peter Cook e eu lançamos… Fui atacado e marcado como fascista e transfóbico pela brigada 'eles'.”

Em 2019, o Melbourne Comedy Festival removeu o nome de Barry de seu prêmio principal, anteriormente chamado de Barry Award, após 19 anos. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem