A BBC pretende renovar série C. B. Strike de J.K. Rowling


C. B. Strike é baseado na série de livros de J.K. Rowling. A BBC quer renovar série C. B. Strike de J.K. Rowling. 

JK Rowling gerou polêmica ao manifestar sua opinião sobre a comunidade trans no Twitter, no entanto as marcas não pretendem se afastar dos seus produtos altamente rentáveis de J.K. Rowling. 

Inclusive a BBC pediu desculpas a escritora por declarações transfóbicas. 

A BBC detém os direitos da série C. B. Strike, baseado em uma história da escritora. 

Embora tenha um clamor popular para que de fato ocorra o boicote aos seus produtos, isso parece que não tem dado muito certo como é o caso de Hogwarts Legacy que bateu recordes de venda e já gerou uma renda de quase 1 bilhão de dólares a WB Games. 

"O investigador particular e veterano de guerra Cormoran Strike e sua assistente Robin Ellacott usam suas habilidades únicas para investigar casos complexos, que a polícia de Londres não consegue resolver" diz a sinopse oficial da série. 

No Brasil C. B. Strike está disponível na HBO Max. 

C. B. Strike é baseado nos romances do pseudônimo de Rowling, Robert Galbraith, e narra os casos investigados por Cormoran Strike (Tom Burke), um veterano de guerra que se tornou detetive particular, e seu parceiro de negócios Robin Ellacott (Holliday Grainger).

A sexta temporada adaptará The Ink Black Heart, que se parece com a própria experiência de Rowling. Centra-se no assassinato de uma YouTuber depois que ela se torna alvo de ódio online implacável. A certa altura, a Youtuber é acusado de ser transfóbica.

A 5ª temporada, C. B. Strike, estreou em dezembro com 8 milhões de espectadores para a BBC1. Ele atingiu a média de 6,9 ​​milhões ao longo de sua série de quatro partes.

C. B. Strike está disponível na HBO Max.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem