Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

A fintech Hash após aporte milionário, vai em direção a cultura pop – Uma das inspirações da Hash é Harry Potter


O empresário João Miranda, fundo a fintech Hash em 2017. 

A Hash tem seu próprio sistema de maquininhas, que permitem empresas adotarem seu sistema, para lançar sua própria maquina de cartão.

Democratizamos o acesso a serviços financeiros e queremos viabilizar centenas de novas soluções de pagamentos em todo o Brasil, oferecendo produtos super customizados e que agreguem valor ao negócio das empresas e seus clientes” Revelou João Miranda o fundador e CEO da startup, em abril deste ano.

Este ano em abril a fintech recebeu um aporte de milionária de U$ 15 milhões de dólares, com isso a empresa resolveu investir em marketing, Veja o que disse Rafael Oli em entrevista ao Exame: “No nosso negócio, precisamos explicar todas as estruturas e fluxos do mercado de pagamentos. Então, fizemos um paralelo com o universo da cultura pop para explicar com mais facilidade e fluidez aos novos clientes e aos talentos que queiram trabalhar conosco quem somos”.

Agora a Hash se inspira na cultura pop, entre elas estão grandes marcas como Harry Potter, Marvel e até Super Mario.

Agora a nova temática da empresa chamada de “Hashverse” pretende atrair a atenção de um público ainda maior, através de suas redes sociais e site.

Temos uma cultura que não se encontra em qualquer lugar e nossa estética também precisa refletir isso. Acreditamos que unir as diferenças nos fortalece como pessoas e como time, Não é porque estamos usando um tom mais alegre e divertido que não somos sérios ou produzimos softwares de qualidade. Adotamos um caminho diferente nesse mercado enterprise” concluiu Rafael Oli.

A Hash pretende finalizar o ano de 2021, com pelo menos 1,5 bilhão em transações.

Postar um comentário

0 Comentários