Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Harry Potter: as 10 cenas mais mágicas das Relíquias da Morte - Parte 1 e Parte 2


As Relíquias da Morte Parte 1 é um dos filmes mais tristes da franquia, mas ainda cheio de momentos mágicos.

A Transformação E Batalha Dos Sete Oleiros
As cenas de abertura do filme não são alegres, já que os Durselys deixam sua casa para sempre e vão fugir, e Harry espera para deixar o lugar em que cresceu (embora infeliz) pela última vez. Apesar da tristeza, ainda há muita magia nas cenas em que Harry está cercado pela Ordem e seus amigos, e eles adicionam um pouco de humor ao se transformar em 'Harry' usando a poção polissuco. Além disso, ver Hagrid rugir para o céu com Harry, assim como ele o deixou como um bebê, é lindo.

Casamento De Gui E Fleur
Mesmo diante dos Comensais da Morte e de um mundo em guerra, há algo lindo e mágico em um casamento . E este casamento leva isso para o próximo nível, já que há magia literal em ação aqui. Embora nem todos os detalhes mágicos façam parte dos livros, o romance e a felicidade nesta cena é tudo o que realmente é necessário. E embora termine com uma mudança no tom, quando os Comensais da Morte estão prestes a atacar, o fato de isso ser anunciado através de um patrono é um momento importante que expande essa magia (o que será importante mais tarde!).

Bolsa Amuleto Extensível De Hermione
Hermione, sempre com visão de futuro, acaba desempacotando tudo que o Trio vai precisar com antecedência - incluindo uma barraca - em sua pequena bolsa.

Ela consegue isso com o uso de um feitiço de extensão indetectável, que é um pouco de magia verdadeiramente impressionante, e um que todos os fãs gostariam de fazer por si próprios. Ver a sacola entrar em jogo e perceber o que Hermione fez para poder ajudar seus amigos é incrível em vários níveis.

O Conto Dos Três Irmãos
Enquanto o Sr. Lovegood conta a história das Relíquias da Morte, o filme se afasta da cena de ação ao vivo e muda para uma bela e misteriosa animação do conto. A história em si é de magia profunda e verdadeira, mas a decisão de animá-la assim, ao invés de simplesmente ouvi-la, foi impressionante. E, claro, sempre haverá mágica em ouvir a história de uma criança, e é exatamente isso.

Dobby Salva O Dia
Dobby faz sua última aparição no final do filme, quando aparata na mansão Malfoy para salvar o dia. Esta é uma cena mágica em todos os níveis. Em um caso literal, a magia salva o dia - o tipo particular de magia de Dobby, que permite que ele faça o que nenhum mago poderia nesta situação. Em um nível emocional, porém, é muito mais significativo. Observar a lealdade de Dobby por Harry, ver como seu relacionamento evoluiu muito além de sua primeira aparição e, finalmente, ver sua morte, é um belo (embora doloroso) final para o filme.

Dos momentos da Batalha de Hogwarts que animaram os fãs, aos momentos de tristeza ou inspiração mágica, esses são os maiores e melhores do filme final de Harry Potter.

Fugindo De Gringotes Em Um Dragão
As primeiras cenas de As Relíquias da Morte Parte 2 têm sua própria magia, enquanto o Trio consegue um pouco de descanso no Chalé das Conchas e a chance de prantear Dobby. No entanto, o primeiro grande momento mágico surge quando eles entram (e saem) de Gringotes com a Taça de Helga Hufflepuff. É maravilhoso assistir à invasão e revisitar as tortuosas abóbadas subterrâneas de Gringotes, mas ver Hermione correr o risco de libertar o dragão e vê-lo se soltar sobre Londres e voar para o interior é realmente incrível.

O Retorno De Harry Para Hogwarts
Uma vez que o trio percebe que eles têm que retornar a Hogwarts, seu retorno real é comoventemente mágico. A primeira foto de Neville vindo da Sala Precisa, descendo a passagem secreta, é de alívio e felicidade - e orgulho de quanto ele cresceu ao longo dos anos. E quando Harry e seus amigos colocaram os pés em Hogwarts sob uma erupção de aplausos, parecia um retorno ao lar vicário para o espectador também.

Como Você Ousa Ficar Onde Ele Parou
Esta cena se tornou uma das mais citadas dos filmes, também, quando Harry confronta Snape no Salão Principal por ter matado Dumbledore. Sua repressão a Snape, entretanto, é um pouco menos mágica do que assistir a seguidora de regras McGonagall quebrar e duelar firmemente com Snape saindo de Hogwarts.

Sua fúria silenciosa, e sua habilidade com uma varinha, é algo que os fãs estão querendo ver desde sua primeira aparição, e esta cena cumpre esse desejo.

Elevando O Escudo Em Hogwarts
Muito da magia real neste filme já foi visto antes, e os momentos "mágicos" são mais emocionais do que literais. No entanto, a principal exceção a isso são as proteções sendo criadas em torno de Hogwarts antes do início da batalha. McGonagall continua a se deliciar enquanto traz as estátuas de Hogwarts à vida, algo que ninguém esperava, e então diz a Simas para explodir a ponte. No entanto, o momento mais mágico de todos ocorre quando todos levantam suas varinhas (em um eco do momento após a morte de Dumbledore) e criam um escudo brilhante ao redor do castelo. É assustadoramente belo, além de dramático.

Dumbledore E Harry Na Estação King's Cross
Todo um novo tipo de magia aparece nesta cena, como Harry é 'morto', mas se encontra caminhando em uma versão branca cintilante da Estação King's Cross com Dumbledore. Algumas das falas dessa conversa se tornaram as mais citadas da franquia, mas a mágica não está apenas na natureza inspiradora da cena. Também é ver Dumbledore novamente e perceber que Harry não precisa morrer.

Fonte: ScreenRant

Postar um comentário

0 Comentários