Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Harry Potter: fatos interessantes e pouco conhecidos sobre dragões


Os dragões sempre foram parte integrante da fantasia e da ficção, com muitos dragões legais enfeitando inúmeros programas de televisão, filmes e livros. O mundo mágico de Harry Potter não é diferente, com os dragões sendo uma das criaturas mágicas mais temidas que existem no mundo mágico. Introduzido em Harry Potter e a Pedra Filosofal, na forma de Norberto (ou Norberta), muitos dragões, desde então, fizeram uma aparição nas histórias.

Apesar de ser a besta mágica mais famosa que existe neste mundo, mesmo os bruxos normais não correm o risco de manter um dragão em sua casa e deixam o cuidado dessas criaturas para profissionais conhecidos como Dragonologistas. A principal razão para isso é que os dragões são temperamentais e bastante perigosos. A segunda razão é que mesmo entre os bruxos, muitos não os conhecem em detalhes ou como cuidar deles. Com muitas perguntas sem resposta sobre dragões , pode fazer sentido aprender alguns dos fatos mais interessantes e menos conhecidos sobre essas maravilhas aladas.

Dragões Fêmeas São Mais Perigosos
Entre as muitas coisas que JK Rowling fez sobre Harry Potter, está um fato fascinante sobre dragões fêmeas, conforme revelado em Animais Fantásticos e Onde Habitam. É bastante óbvio que um animal gigante cuspidor de fogo com garras e dentes afiados é considerado perigoso.

No entanto, conforme explicado por Newt Scamander em seu livro, as fêmeas devem ser mais temidas do que os machos. Na verdade, um dragão fêmea é maior em tamanho quando comparado a um macho e é indiscutivelmente mais agressivo. Apesar da diferença, os bruxos sem treinamento especializado não devem se aproximar de nenhum dos dois sexos.

Existem 10 Tipos Distintos De Dragões
No mundo de Harry Potter, os dragões (como muitos outros animais do mundo trouxa) têm raças distintas. Existem dez raças mais proeminentes que foram classificadas.

Estes incluem a bola de fogo chines (também conhecida como dragão-leão), o antípoda opalino, o preto hebrideano, o verde galês comum, o rabo-córneo húngaro, a vipertooth peruana, o chifre longo romeno, a barriga de ferro ucraniana, o focinho curto sueco e, finalmente , o norueguês Ridgeback. Embora seja uma ocasião rara, o acasalamento entre duas raças diferentes acontece de vez em quando, resultando no nascimento de um magnífico e extremamente raro dragão híbrido.

O Comércio De Ovos De Dragão É Estritamente Proibido
Por ser uma criatura mágica, é fato que os dragões possuem propriedades mágicas. Na verdade, muitas das partes do corpo, como escamas, fígados, sangue e até mesmo chifres, são utilizadas para fazer artefatos mágicos. Muitas varinhas de bruxas poderosas têm coração de dragão como seu núcleo.

No entanto, uma das coisas que foram estritamente proibidas é o comércio de ovos de dragão. Conforme escrito no livro de Newt sobre criaturas mágicas, os ovos de dragão são, na verdade, uma mercadoria não negociável da classe A.

A Criação De Dragões Também É Estritamente Proibida
Por serem altamente perigosos e temperamentais por natureza, até mesmo os bruxos temem esses lagartos escamosos cuspidores de fogo. Conforme revelado por Ron Weasley quando Harry diz a ele que Hagrid sempre quis um dragão, possuir ou criar um dragão é ilegal de acordo com a lei dos bruxos.

Esta foi uma decisão tomada durante a Convenção de Warlock de 1709; a criação de dragões não foi apenas proibida porque essas criaturas eram extremamente difíceis de domar, mas também porque o risco de um bruxo ser detectado por um trouxa era muito maior se ele / ela tivesse um dragão de estimação descansando em seu quintal. (Via Wizarding World)

Dragões Estão Espalhados Por Todo O Mundo
Embora alguns dragões sejam mais poderosos do que outros , não se pode negar que cada um deles é uma criatura robusta capaz de prosperar nos ambientes mais hostis. Embora seus habitats comuns sejam montanhas, os dragões foram avistados em muitos locais e climas diferentes em todo o mundo.

Como os nomes de cada um desses dragões sugerem, eles podem ser encontrados em lugares que vão da Nova Zelândia, Austrália, País de Gales, Grã-Bretanha, Noruega, Hungria, Peru, Romênia, Suécia, até a dura e gelada Ucrânia. No entanto, deve-se notar que eles são criaturas extremamente territoriais e raramente gostam de compartilhar seus territórios com outras pessoas, incluindo outros dragões.

O mais bonito
Apesar de serem criaturas perigosas, os dragões são magníficos por si só, com algumas dessas raças merecendo apreciação por sua incrível beleza. O mais bonito entre as diferentes raças de dragão deve ser o opala antípoda. Suas escamas são peroladas e iridescentes, e seus olhos não têm pupilas, abrigando globos oculares multicoloridos e brilhantes, que conferem ao dragão seu nome distinto.

O Hebridean Black também é muito bonito devido ao seu corpo negro azeviche com uma cauda em forma de flecha e olhos roxos nítidos. Outro dragão bastante atraente é o Focinho Curto Sueco, conhecido por seu tamanho pequeno e escamas azul-prateadas.

O mais raro
Enquanto a população de dragões é monitorada de perto pela comunidade bruxa, que às vezes abate e às vezes procria essas criaturas para manter seus números de maneira sustentável; certas raças são mais raras do que outras. O Noruegues Ridgeback é uma dessas raças raras. No entanto, a razão de seu número escasso são os próprios dragões. Conhecidos por serem extremamente agressivos com sua própria espécie, eles conseguiram matar muitos de seus irmãos, levando a seu status raro.

No entanto, o mais raro é o Longhorn romeno. Ao contrário do Ridgeback, a diminuição da população do Longhorn é causada diretamente pela interferência do bruxo, que assumidamente matou muitas dessas grandes criaturas apenas para colher suas escamas. O número de Longhorns caiu tanto nos últimos anos que um programa de reprodução intensiva foi estabelecido por bruxos para salvar esta espécie ameaçada de dragões.

O mais agressivo
Todos os dragões são inerentemente agressivos. No entanto, enquanto alguns não atacam a menos que sejam provocados, outros simplesmente nascem perigosos. As mais agressivas entre as raças de dragão incluem o Hebridean Black, o Noruegues Ridgeback, o Hungaro Horntail e o Bola de fogo Chines. (Via Pottermore)

Esses dragões são conhecidos por atacar populações humanas, lutar entre si, levar gado e cães de grande porte, e até barcos de pesca, em algumas ocasiões. A bola de fogo chinesa, no entanto, tem uma exceção à sua agressividade, sendo particularmente inclusiva de sua própria espécie. Sabe-se que até três bolas de fogo compartilham uma única região; algo raro para essas criaturas extremamente territoriais.

Encontros Com O Mundo Exterior
A maioria dos dragões tende a permanecer em seus territórios e, a menos que sejam provocados, não interagem com o mundo exterior. No entanto, sua propensão para a carne humana, bem como certos incidentes notáveis ​​na história da magia indicam claramente que essas criaturas entraram em contato próximo com a população externa. O mais notável deles inclui o incidente da década de 1970, no qual vários cangurus foram supostamente mortos por um opala macho. O Incidente de Ilfracombe também aconteceu por causa do Verde Gales. Em 1802, foi relatado que um Ridgeback norueguês apanhara um filhote de baleia na costa da Noruega.

Método Único De Incubação E Criação De Um Jovem Dragão
Ao contrário de outros animais, os dragões têm um método único de incubar seus ovos. Conforme revelado por Hagrid, pelo que ele leu no antiquado Criação de Dragões para Prazer e Lucro, as mães dragão não mantêm seus ovos dentro dos ninhos.

Para incubá-los e deixá-los prontos para a incubação, essas mães costumam cuspir fogo em seus ovos, uma alternativa que poderia ser colocá-los no fogo direto ou em um utensílio bem quente pendurado sobre o fogo, como Hagrid fez com Norberto. Após a eclosão, um pintinho de dragão geralmente anseia por leite de dragão, que se não estiver disponível pode ser substituído por uma mistura de conhaque e sangue de galinha. Esta mistura precisa ser dada ao jovem dragão uma vez a cada meia hora.

ATENÇÃO: lembre-se no Brasil a criação e reprodução de dragões por trouxas é terminente proibida. Cria-lo em sua casa de forma ilegal pode ser altamente perigoso.

Postar um comentário

0 Comentários