Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

5 maneiras do final de Harry Potter se encaixarem perfeitamente para Harry e 5 que não deram muito certo

Enquanto partes do final de Harry Potter realmente funcionam para os fãs, outras coisas simplesmente não parecem se adequar ao personagem e sua jornada. 


Depois de passar muitos anos da vida de Harry ao longo dos sete livros de Harry Potter, os fãs queriam que ele tivesse um final adequado e feliz. Então, com o epílogo em Harry Potter e as Relíquias da Morte, muitos fãs ficaram empolgados porque Harry conseguiu muitas coisas que sempre quis.

No entanto, aquele epílogo, junto com outras informações fornecidas por JK Rowling sobre a vida de Harry depois de Hogwarts, não fazia completamente sentido. Embora partes do final de Harry realmente funcionem, outras coisas simplesmente não parecem se adequar ao personagem e sua jornada.

Tudo que se encaixou perfeitamente

Sua conversa com Alvo Severo
Embora as coisas fiquem um pouco mais complicadas se você incluir o que acontece em Harry Potter e a criança Amaldiçoada, este momento no epílogo em si mostra um grande crescimento do personagem.

Enquanto Harry com onze anos de idade não queria estar na Sonserina e foi levado à ideia de que a maioria dos Sonserinos não era confiável, ele tinha uma visão muito mais matizada quando adulto. É por isso que ele explicou ao próprio filho que não havia nada de errado em ser selecionado para a casa.

Ele fica perto de seus melhores amigos
Uma das coisas mais cativantes e melhores sobre o epílogo é que mostra que Harry permaneceu próximo de seus amigos. Na verdade, ele até era parente de Hermione e Ron neste ponto. Mas, além do trio, ele também ainda era próximo de outros como Hagrid e Luna.

O fato de Harry ainda ser amigo de tantas pessoas que o apoiaram é comovente, e faz muito sentido que ele ainda mantenha essas pessoas em sua vida.

Ele é um bom padrinho
Quanto ao próprio Harry, faz todo o sentido que ele seja um bom padrinho para Teddy Lupin. As histórias de Teddy e Harry são semelhantes em alguns aspectos, mas como Teddy tinha tantas pessoas para amá-lo e apoiá-lo, ele cresceu muito mais feliz do que Harry. Enquanto Teddy foi criado por seus avós, ficou claro que Harry e Gina estavam muito envolvidos em sua vida.

Vendo como Sirius significava muito para Harry, é bom ver isso se fechando.

Ele passa a vida protegendo as pessoas
Embora ser um Auror para sempre possa não fazer todo o sentido para Harry, também há uma parte dele que sempre quis proteger os outros.

Embora isso não signifique que ele teria que fazer de Auror sua carreira, ou pelo menos não para sempre, faz sentido que ele pelo menos ajudasse a garantir que outras bruxas ou bruxos das trevas com pontos de vista fanáticos não chegassem ao poder.

Ele consegue a família que sempre quis
Mas, embora as escolhas de nomes de Harry possam ser suspeitas, há algo cativante sobre ele finalmente ter uma vida familiar feliz. Isso é algo que ele sempre quis porque foi cruelmente tirado dele. Ele consegue criar essa felicidade para si mesmo de uma forma muito curativa.

Além disso, embora nem todo mundo ame Harry e Gins juntos, há algo mais cativante em Harry se tornar uma parte oficial da família Weasley, mesmo que ele praticamente já fosse.

Tudo o que não deu muito certo

Se tornando um Auror
Este é um ponto sobre o qual muitos fãs falaram e discutiram. Por um lado, Harry sempre foi muito apaixonado por proteger os outros, e ele obviamente tem razões muito pessoais para odiar magia negra.

Por outro lado, dado que toda a sua vida até quase 18 anos foi de luta contra Voldemort,  parece que ele iria querer uma pausa. Ele provavelmente também não gostaria de colocar sua própria família em risco ou ter um trabalho perigoso que poderia prejudicar sua família.

Suas lutas foram esquecidas
Embora os fãs não possam dizer com certeza se Harry realmente lidou com as muitas coisas difíceis pelas quais passou, parece que eles são mais deixados de lado pelo final.

Embora ele pareça ter se curado e crescido, esta jornada não é mostrada de forma alguma. Ele passou por tantas coisas quando criança e adolescente, e parece que uma grande parte não o abordou.

Ele idolatra as pessoas que o machucaram
Uma das coisas mais perturbadoras sobre o final de Harry é que ele parece ver Dumbledore e Snape como os mocinhos. Em vez de vê-los como pessoas imperfeitas que o maltrataram às vezes, ele os vê como puros heróis.

Ele ignora o tratamento cruel de Snape para com muitas outras pessoas que amava, incluindo sua própria mãe, e dá o nome dele a seu filho. É difícil aceitar que esse é o resultado quando, na verdade, eles não eram figuras de mentores saudáveis.

Ele teria sido um ótimo Professor
Muitos fãs apontaram que uma carreira como professor em Hogwarts teria feito muito mais sentido para Harry. Embora isso possa não ter sido viável enquanto ele tinha filhos mais novos, parece uma ótima opção para Harry mais tarde na vida, quando seus filhos já estavam crescidos.

Esta teria sido uma boa pausa para ele de sempre lutar contra a magia negra, e ele teria sido capaz de passar mais tempo em um de seus lugares favoritos. E ele sempre foi um bom professor.

O nome que ela dá ao filho
Como mencionado anteriormente, é realmente estranho em muitos aspectos que Harry tenha batizado seus filhos em homenagem a Dumbledore e Snape. E muitos fãs acham que ele conhecia outros homens e mulheres mais corajosos que ele deveria ter batizado de Alvo Severo, como Neville ou Arthur Weasley. Mas, a outra coisa estranha sobre os nomes de todos os três filhos é que eles estão todos ligados a Harry.

Seus outros dois filhos têm o nome de seus pais, e embora isso seja fofo, parece estranho que Gina tenha tido tão pouca influência e nem mesmo tenha passado nenhum de seus próprios nomes de família.


Postar um comentário

0 Comentários