Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Por que Johnny Depp só deixou ‘Animais Fantásticos’ agora?


Na sexta-feira, 6, Johnny Depp anunciou em seu Instagram que não iria mais interpretar o vilão Grindelwald e estava fora do próximo filme da saga Animais Fantásticos. A decisão, que partiu da Warner Bros, ocorreu após Depp perder uma batalha judicial contra um jornal britânico que o chamou de “espancador de esposa”. Uma reportagem da revista Variety apontou nesta segunda, 9, que o motivo para a saída de Depp passa também pela fusão da Warner com a gigante das telecomunicações AT&T. “Gostaria de informar que a Warner Bros. solicitou que eu deixasse o papel de Grindelwald em Animais Fantásticos, decisão que eu respeitei e aceitei”, escreveu Depp no Instagram.

Mesmo com todas as denúncias de que o ator havia agredido a ex-mulher, Amber Heard, tanto a Warner quanto a autora da franquia, a escritora J.K. Rowling, continuavam defendendo a permanência de Depp nos filmes. Porém, após a fusão das empresas, a controladora do grupo, a Time Warner, introduziu mudanças em sua cultura, não tolerando mais casos de agressões como esses. Para piorar, J.K. Rowling se viu envolvida em uma polêmica neste ano após fazer comentários no Twitter que foram considerados transfóbicos. A derrota de Depp em seu processo contra o jornal britânico foi, portanto, apenas a gota d’água de um relacionamento profissional que vinha se desgastando incessantemente.
Com previsão de lançamento para 15 de julho de 2022, a terceira parte da franquia Animais Fantásticos agora terá que encontrar um substituto para o papel de Depp. Um dos nomes cotados era o de Colin Farrell, que interpretou Grindelwald disfarçado no primeiro filme. O ator, no entanto, provavelmente não estará disponível, já que, segundo a Variety, ele se comprometeu com as filmagens do novo filme de Batman, onde deverá interpretar o vilão Pinguim. Qualquer ator que seja contratado deverá se comprometer com mais outros dois filmes da franquia, já que Rowling pretender fazer cinco filmes. A Warner, no entanto, não garante tantos títulos assim e a decisão só será tomada caso o novo longa seja um sucesso de público.

Postar um comentário

0 Comentários