Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Biografia Lilian Evans Potter


NASCIMENTO 30 de janeiro de 1960, Cokeworth, Terras Médias, Inglaterra, Grã-Bretanha
MORTE 31 de outubro de 1981 (21 anos), Godric's Hollow, Inglaterra, Grã-Bretanha
SANGUE Nascido-trouxa
ESTADO CIVIL Viúva (brevemente)

ESPÉCIES Humana
GÊNERO Feminino
CABELOS Ruivo
OLHOS Verdes
PELE Clara

Lílian J.Potter (nascida Evans) (30 de janeiro de 1960 – 31 de outubro de 1981) foi uma bruxa Nascida-trouxa, irmã mais nova de Petúnia Dursley.

Desde criança percebeu que podia fazer coisas diferente, mas somente soube que era bruxa quando Severo Snape, um garoto bruxo que morava perto da casa dela reconheceu sua magia e contou tudo sobre o Mundo Bruxo. Como dito por Snape, Lílian recebeu sua carta de Hogwarts aos 11 anos, escola de magia e bruxaria que frequentou de 1971 a 1978.

Lílian foi selecionada para a Grifinória e Snape para a Sonserina, e se tornaram amigos ainda mais íntimos em Hogwarts. A amizade acabou se deteriorando com o interesse de Snape pelas Artes das Trevas e, posteriormente, com os rumores das ideias e do poder de Voldemort, seu interesse em se tornar um Comensal da Morte. Afastaram-se definitivamente no quinto ano, quando Snape, irado com uma brincadeira de Tiago Potter e seus amigos, a chamou de sangue-ruim - uma grave ofensa contra os bruxos nascidos trouxas. Apesar do fim da relação e das escolhas sombrias de Snape, ele, na verdade, amava Lílian e sempre manteve seu amor.

Início da vida (1960-1971)


Lílian nasceu para o Sr. e a Sra. Evans, dois trouxas da família Evans, em 30 de janeiro de 1960. Ela tinha uma irmã mais velha chamada Petúnia , e a família morava em Cokeworth,[9] na Inglaterra. Na idade de nove anos, Lílian se tornou amiga de Severo Snape, que morava na Rua da Fiação, que ficava a uma curta distância da casa dos Evans. No entanto, eles aparentemente estavam em melhor situação, já que Petúnia zombou de Snape por ter vindo daquele bairro pobre.

Severo foi a primeira pessoa a dizer a Lílian que ela era uma bruxa, e ele ensinou a Lílian muito sobre o mundo mágico, enquanto os dois esperavam ansiosamente o tempo em que eles pudessem frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts juntos. Originalmente, Petúnia e Lílian eram bem próximas, mas suas habilidades mágicas e sua amizade com Severo causavam problemas entre as irmãs. Invejando as habilidades de sua irmã Petúnia escreveu para Dumbledore, perguntando se ela poderia ir a Hogwarts com Lílian.

Lily comprou a varinha de Ollivanders no Beco Diagonal aos onze anos. A varinha era de salgueiro com 26cm e, de acordo com Garrick Olivaras, bom para feitiços.

Anos de Hogwarts (1971-1978)


Na idade de onze anos, ela começou a frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, onde foi classificada na casa da Grifinória. Ela tornou-se bastante habilidosa em Poções, atraindo a atenção do Professor Horácio Slughorn, que fez dela um membro de seu Clube do Slugue.

Em seu quinto ano, Lílian defendeu seu então melhor amigo - Severo Snape - quando ele estava sendo intimidado por Tiago Potter, a quem ela considerava ser um idiota arrogante e bullying. Ela havia se dirigido a Tiago pelo seu sobrenome - o próprio Tiago chamando a Lílian pelo dela - e tentou parar o seu bullying. Snape atacou-a em sua humilhação, chamando-a de "sangue-ruim".[10] Severus implorou pelo perdão de Lílian e ela, por sua vez, perguntou se ele ainda pretendia se juntar aos Comensais da Morte. Quando ele não negou isso, Lílian percebeu que Snape não entendia o que havia de errado com os Comensais da Morte.

Isso levou a uma separação entre Lílian e Snape, já que ela já havia ficado consternada com o fascínio de Snape pelas Artes das Trevas e sua amizade com seus companheiros da Sonserina, Mulciber e Avery, ambos aspirantes a Comensais da Morte. Harry viria a presenciar a cena do bullying de seu pai e a ambígua intervenção de sua mãe duas vezes por meio de uma Penseira, bem como outras cenas retratando a amizade de sua mãe com Snape.
No quinto ano de Lílian, Tiago tinha uma queda por Lílian, mas ela não retribuiu, chamando-o porque ele intimidava outros estudantes, particularmente Severo Snape. O melhor amigo de Tiago, Sirius Black, comentou mais tarde que Tiago não resistiu em se mostrar e fazer papel de bobo quando estava por perto. Lílian, no entanto, não odiava Tiago. Enquanto ela não aprovava sua intimidação, ela admirava como Tiago defendia seus amigos e outras pessoas que foram cruelmente tratadas pelos amigos aspirantes a comensais da morte de Snape.

Durante seu sétimo ano, Tiago amadureceu um pouco, provando ser responsável e corajoso. No entanto, está implícito que Tiago ainda tinha o desejo de intimidar Snape, mas estava disposto a parar de fazer isso por causa de Lílian. Isso levou-a a concordar em sair com ele; e a atração de Lílian por ele cresceu em genuína afeição e finalmente amor. O jovem casal foi escolhido para serem monitores-chefe.

Primeira Guerra Bruxa (1978-1981)


Casamento e Ordem

Algum tempo depois de se formar em Hogwarts em 1978, Lílian e Tiago se casaram, o casamento aconteceu em algum momento entre o verão de 1978 e o outono de 1979, com Sirius Black servindo como padrinho de Tiago. Petúnia e Valter se recusaram a comparecer ao casamento. Lílian teve pouco contato com a irmã a partir desse ponto.
Vivendo da fortuna da família de James, os Potter tornaram-se membros em tempo integral da Ordem da Fênix, uma organização dedicada a lutar contra Lord Voldemort e seus Comensais da Morte, junto com seus amigos Sirius Black, Remo Lupin e Pedro Pettigrew. Durante a guerra, eles desafiaram Voldemort em pelo menos três ocasiões, sendo o primeiro quando eles se recusaram a se juntar à sua causa quando ele tentou recrutá-los.

Vida no esconderijo e morte


Lílian engravidou no outono de 1979. Na mesma época, Sibila Trelawney fez uma profecia na frente de Alvo Dumbledore, prevendo que Aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas se aproxima" e seria "nascido dos que o desafiaram três vezes". A primeira parte da profecia foi ouvida pelo ex-amigo de Lílian, Snape, que desde então se tornou um Comensal da Morte. Ele lealmente relatou o que ouviu ao seu mestre, e ficou horrorizado quando Voldemort chegou a acreditar que o filho de Lílian era o assunto da profecia. Foi a ameaça para Lílian que levou Snape a mudar de lado, avisando Dumbledore dos planos do Lorde das Trevas, e jurando fazer qualquer coisa para manter a mulher que ele ainda amava segura. Foi a devoção contínua de Snape para Lílian, que fez Dumbledore certo da verdadeira lealdade de seu agente duplo.

Os Potter se esconderam enquanto Lílian ainda estava grávida. Seu filho, Harry Tiago Potter, nasceu em 31 de julho de 1980. Devido ao perigo em que estavam, Lílian e Tiago decidiram manter o batizado de Harry "muito apressado e silencioso" com Sirius Black como o único convidado. O casal também escolheu Sirius para ser o padrinho de Harry. Lílian enviou um anúncio de nascimento para Petúnia; era para ser a última informação que ela mandou para sua irmã, embora Petúnia depois enviasse um vaso para Lílian naquele Natal.
Em uma carta para Sirius datada em torno do primeiro aniversário de Harry a 31 de julho de 1981, Lílian mencionou que a família tinha um gato de estimação, e relatou uma história sobre Harry voando na vassoura de brinquedo que Sirius havia lhe dado como presente de aniversário. O Feitiço Fidelius foi colocado em sua casa em Godric's Hollow. O seu Fiel do Segredo, Pedro Pettigrew, foi escolhido como um alvo menos provável para os Comensais da Morte do que Sirius Black, mas ele traiu os Potters dizendo a Voldemort o seu paradeiro apenas uma semana depois.

Em 31 de outubro de 1981, Voldemort entrou em sua casa. Tiago disse a Lílian para pegar Harry e sair enquanto ele o segurava. Tiago, no entanto, foi assassinado antes que Lílian e Harry pudessem escapar da cabana. Prendendo mãe e filho no berçário de Harry, Voldemort, honrando o pedido de Snape para poupar sua vida, ofereceu a Lílian uma chance de se afastar. Ela firmemente se recusou para proteger seu filho, e Voldemort a assassinou.
Porque a morte de Lílian era um puro sacrifício por amor (ela pretendia morrer, e não estava querendo se salvar), Harry foi marcado com a proteção de seu amor. A Maldição da Morte de Voldemort se recuperou da criança de um ano de idade. A maldição ricocheteada destruiu o corpo do Lorde das Trevas e temporariamente o derrotou. Harry ficou ileso, exceto por uma cicatriz de raio na testa. Assim, Harry tornou-se conhecido como o "menino que viveu" e seu destino foi selado. Se não fosse pelo amor de Snape por Lílian, o que o levou a implorar a Voldemort pela vida de Lílian, sua morte não teria sido um sacrifício voluntário, e não teria havido o Garoto Que Sobreviveu.

Pós Morte


Não eram fantasmas nem propriamente corpos, isto ele via. Lembravam mais o Riddle que escapara do diário, havia tanto tempo, e aquele fora uma lembrança quase sólida. Menos substancial do que corpos viventes, mas muito mais do que fantasmas, eles vieram ao seu encontro e em cada rosto havia o mesmo sorriso amoroso... O sorriso de Lílian era o maior. Ela afastou os longos cabelos para as costas ao se aproximar, e seus olhos verdes, tão semelhantes aos dele, examinaram seu rosto vorazmente, como se nunca tivesse tido tempo de olhá-lo o suficiente.

Depois que Lílian e James foram assassinados, Petúnia (a irmã de Lílian) foi a que organizou o funeral, já que James não tinha mais família. Depois, ela relutantemente cuidou do único filho de sua irmã. No entanto, a morte de sua mãe não seria a última que Harry iria ver dela. Durante seu primeiro ano em Hogwarts, ele se deparou com o Espelho de Ojesed. Nesse espelho ele viu seus pais pela primeira vez, junto com seus avós e outros parentes. Também no final do primeiro ano de Harry, Hagrid deu-lhe um álbum de fotos cheio de fotos de sua família e de si mesmo quando criança. Em seu terceiro ano, sempre que ele encontrou um dementador, ele foi forçado a reviver a morte de seus pais, em particular a de Lílian.

No quarto ano de Harry, enquanto duelavam com Voldemort no cemitério de Little Hangleton, eles experimentaram Priori Incantatem, e sombras de sua mãe e pai e outros que Voldemort havia assassinado, saíram da varinha de Voldemort para ajudar Harry em sua fuga do cemitério. No quinto ano de Harry, ele entrou na memória de Severo Snape de ser intimidado por Tiago e Sirius Black através do uso da Penseira e viu sua mãe se levantar por Snape. Em 1998, ele reviveu a mesma lembrança de Snape, assim como muitas outras que continham sua mãe, na Penseira após a morte de Snape. As lembranças revelaram que ela e Snape tinham sido melhores amigos desde a infância e também trouxeram à luz o amor não correspondido e contínuo de Snape por Lílian, anos após sua morte.
Finalmente, durante a Batalha de Hogwarts, quando Harry acreditava estar caminhando para sua própria morte, ele usou a Pedra da Ressurreição para trazer de volta os espíritos de Lílian, Tiago Potter, Sirius Black, (Padrinho) e Remo Lupin. Tanto James quanto Lílian disseram a Harry que eles estavam muito orgulhosos dele, orgulhosos de sua notável coragem e força, e asseguraram que eles ficariam com ele até o final. Harry descreveu sua presença como sua coragem, a razão pela qual ele foi capaz de manter um pé na frente do outro, com Lílian sorrindo para ele, e Tiago assentindo encorajadoramente.

Muitos anos depois da morte de Lílian, seu filho se casou com Ginevra Weasley e teve três crianças. A única filha de Harry, Lílian Luna Potter, foi nomeada em memória de sua avó paterna.

Aparência física


Lílian era uma mulher linda. Ela tinha um cabelo vermelho escuro que caía sobre os ombros e olhos verdes brilhantes em forma de amêndoa. Aparentemente, seus brilhantes olhos verdes eram extremamente distintos, porque todas as pessoas que conheciam Lílian sempre os viam em Harry.
É comentado por seu filho, Harry, quando ele viajou de volta ao passado, ele citou que ela era extremamente bonita, mesmo em face da morte.

Personalidade e traços


Lily era conhecida por ser uma estudante vivaz, talentosa e popular. Ela se tornou Monitora Chefe em seu último ano em Hogwarts. Ela também era uma das favoritas de todos os tempos de seu mestre de poções Horácio Slughorn. Slughorn notou que ela era espirituosa e charmosa, além de ter um talento especial para poções. Remo Lupin uma vez descreveu-a como uma pessoa extraordinariamente gentil, com o hábito de ver o melhor nos outros, mesmo quando eles não podiam ver por si próprios.

Lílian também era uma mulher de sólidos princípios morais e apoiava-os, não importando o quanto isso lhe custasse: embora suas ações fossem ineficazes. Em pelo menos uma ocasião, ela chamou Tiago Potter e Sirius Black pela intimidação de sua amiga, Severo Snape. Quando ela percebeu - através de um insulto que Snape deu a ela em um momento de humilhação furiosa - a devoção de Snape à causa genocida de Voldemort (da qual ela era alvo na época) assim como sua crescente fascinação pelas Artes das Trevas, a fez recusar seu pedido de desculpas pelo insulto e terminar sua amizade com ele permanentemente.

Embora ela tivesse uma língua afiada e não tivesse problemas em enfrentar os outros quando estava nervosa, Lílian ainda era o tipo de pessoa que daria aos outros uma segunda chance quando eles se provassem merecedores disso. O exemplo mais notável dessa qualidade seria como ela finalmente concordou em namorar com Tiago depois que ele amadureceu, apesar do fato de que ela não tinha uma boa opinião sobre ele durante seus primeiros anos escolares.

As virtudes mais célebres de Lílian e de seu marido foram sua coragem e capacidade de auto-sacrifício: desafiar Voldemort três vezes como membros da Ordem da Fênix e até mesmo morrer para proteger seu filho. Também foi notado que Lílian era muito parecida com o filho dela, Harry. A força de Lílian é comentada por seu neto, Alvo, em que ela entenderia seu destino e o fato de que ela nunca veria seu filho crescer.

Capacidades e habilidades mágicas


Já que até Lorde Voldemort estava disposto a ignorar seu status de nascida trouxa e pedir que ela se juntasse a ele, pode-se deduzir que Lílian era uma bruxa muito poderosa. Ela foi capaz de conjurar um patrono corpóreo (uma marca de habilidade mágica superior) e também foi notado que a Lílian tinha um talento particular em Poções.

Amor: Lílian demonstrou uma tremenda quantidade de amor ao longo de sua vida. Ela amorosamente se sacrificou por seu único filho quando ela tinha vinte e um anos de idade. Foi esse sacrifício que permitiu a Harry sobreviver à Maldição da Morte e o protegeu por dezesseis anos depois de sua morte.

Poções: Lílian era uma excelente pocionista, possuidora de uma "compreensão instintiva" do assunto.

Feitiços: A varinha de Lílian era uma "boa varinha para encantamentos". Isto implica que ela deve ter sido proficiente nesta área de magia.

Duelo: Lílian (junto com seu marido) foi capaz de desafiar e escapar de Lord Voldemort por três vezes, o que demonstra seu talento em magia marcial.

Transfiguração: Lílian revelou ter sido hábil em Transfiguração. Quando chegou de Hogwarts, ela "transformou as xícaras em ratos" e conseguiu transfigurar uma pétala de lírio em um peixe.

Controle de magia menor de idade: Antes de frequentar Hogwarts, Lílian revelou ter já um nível de controle sobre sua magia, uma habilidade rara. Ela foi capaz de retardar sua descida pelo ar depois de saltar de um balanço e controlar as pétalas de uma flor.

Posses


Varinha de Lílian Evans: A varinha de Lílian tinha 26 cm de comprimento, feita de salgueiro, e tinha um núcleo desconhecido. A varinha foi descrita como "farfalhante" e "boa varinha para encantamentos" por Garrick Olivaras.

Chalé dos Potter: Lílian possuiu esta casa de campo em Godric's Hollow junto com seu marido Tiago durante as últimas semanas da Primeira Guerra Bruxa. Este é o lugar onde ela e seu marido foram assassinados e seu filho Harry foi marcado como o "menino que sobreviveu". A casa ainda é uma lembrança do que aconteceu naquela noite de Halloween em 1981.

Gato da família Potter: Este era um animal de estimação da família Potter. O que aconteceu depois que o ataque é desconhecido.


Postar um comentário

0 Comentários