Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Tudo sobre Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban


Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (no original em inglês Harry Potter and the Prisoner of Azkaban) é o terceiro livro dos sete volumes da série de fantasia Harry Potter, tanto em termos cronológicos como em ordem de publicação, da autora inglesa J. K. Rowling. Foi primeiramente publicado no Reino Unido pela editora londrina Bloomsbury em 1999.

O livro conta sobre o terceiro ano de Harry Potter na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Sem a aparição de Voldemort, a trama apresenta um novo perigo para o personagem principal: Sirius Black, que teria assassinado treze pessoas com um único feitiço, fugiu da prisão de Azkaban e estaria agora o perseguindo para matá-lo. O garoto, junto com seus dois amigos, Rony e Hermione, começam a investigar o suposto assassino e acabam descobrindo muitos segredos que envolvem sua já falecida família.

O livro foi primeiramente publicado no Reino Unido no dia 8 de julho de 1999 pela editora Bloomsbury e nos Estados Unidos no dia 8 de setembro de 1999 pela editora Scholastic. No Brasil, a editora Rocco lançou o livro no primeiro dia de dezembro do ano de 2000 e em Portugal no dia 31 de março de 2000 pela editora Presença. Segundo Rowling, esse foi um dos livros mais fáceis de escrever, levando apenas um ano para ser finalizado. O romance vendeu mais de 68 mil cópias em seus primeiros três dias de lançamento no Reino Unido, e desde então contém mais de três milhões de cópias vendidas no país. O livro venceu o Whitbread de melhor livro infantil de 1999, o Bram Stoker Awards, o Locus de Melhor Romance de Fantasia, e foi indicado para muitos outros prêmios, incluindo o Hugo. Alguns consideraram o livro como "mais obscuro" do que os anteriores e notaram uma mudança na escrita de Rowling, dizendo que os personagens foram mais bem desenvolvidos e interessantes. Assim como os outros romances da série, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban desencadeou alguns debates religiosos.

A adaptação cinematográfica do livro dirigida por Alfonso Cuarón foi lançada em 2004, arrecadando mais de 796 milhões de dólares e assegurando sua entrada na lista de filmes de maior bilheteria. Jogos eletrônicos baseados em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban também foram lançados para diversas plataformas, sendo que a maioria obteve críticas favoráveis.

Trama


Harry volta para a casa de seus tios, os Dursley, onde vê no jornal dos trouxas que um presidiário chamado Sirius Black fugiu. Quando a irmã de seu tio, Guida, os visita e começa a insultar os pais de Harry, ele involuntariamente a transforma em um balão, o que o faz fugir de casa e ser resgatado pelo Nôitibus Andante. Ele viaja até o Beco Diagonal, onde encontra Cornélio Fudge, o Ministro da Magia, que pede a Harry que permaneça no local até o começo das aulas em Hogwarts.

Uma noite antes de voltar a escola, Harry ouve que o fugitivo Sirius Black é um assassino e um dos aliados de Lord Voldemort, e que agora estaria atrás do garoto. No caminho para Hogwarts, um Dementador (criatura que suga almas) embarca no trem e faz Harry desmaiar, porém o novo professor de Defesa contra as Artes das Trevas, Remo Lupin, repele o bicho, ajuda e conta a Harry, Rony, Hermione, Neville e Gina que os Dementadores iriam guardar a escola numa tentativa de proteger os alunos (e principalmente Harry) de Black.

Mais tarde, na primeira partida de Quadribol do ano, os Dementadores invadem o campo e acabam fazendo Harry desmaiar novamente. Como ele estava a mais de 15 metros do chão, sua vassoura cai no Salgueiro Lutador e é destruída. Após sair da Ala Hospitalar, Harry pede que Lupin que o ensine a como com os Dementadores, e ele o ensina o feitiço do Patrono.

Na segunda visita dos alunos do terceiro ano à Hogsmeade, Fred e George dão a Harry o Mapa do Maroto, que mostra todos os lugares e pessoas de Hogwarts. Então Harry vai, sem autorização, a Hogsmeade usando uma das passagens secretas mostradas no mapa. Lá, ele ouve alguns de seus professores conversando com Fudge sobre Black, dizendo que, além de ter matado treze trouxas e seu ex-amigo Pedro Pettigrew com um só feitiço, o fugitivo era o melhor amigo dos pais de Harry, porém havia os traído entregado seu paradeiro a Voldemort.

A amizade de Rony e Hermione enfraquece quando o garoto acusa Bichento, o gato de Hermione, de ter comido seu rato Perebas. No Natal, Harry recebe a vassoura mais moderna e cara que existe, a Firebolt, de um remetente desconhecido. Temendo que a vassoura pudesse estar enfeitiçada, Hermione procura a professora McGonagall, que confisca o objeto e faz Harry e Rony ficarem bravos com ela.

Harry, Rony e Hermione tentar ajudar Hagrid a salvar Bicuço, um hipogrifo, de ser executado por atacar Draco Malfoy após ser provocado por ele. Seus esforços acabam não funcionando, e após ouvirem o animal ser morto, Perebas reaparece e tenta fugir novamente. Rony o segue e acaba sendo atacado por um grande cão preto, que Harry já havia visto diversas vezes. O cão arrasta Rony por um túnel debaixo do Salgueiro Lutador que o leva para a Casa dos Gritos. Harry e Hermione os seguem e encontram Rony e Sirius Black, o cão preto. Lupin entra no cômodo e explica a situação a Harry e seus amigos: Lupin é um lobisomem, o que fez Tiago Potter, Sirius Black e Pedro Pettigrew se transformarem em animagos, e que Perebas é na verdade Pettigrew em sua forma animal; ele tem se escondido de Sirius desde a noite da morte dos pais de Harry, quando culpou Sirius pela morte dos treze trouxas e dos pais de Harry.

Snape aparece para prender Black, e Harry o atinge com um feitiço que tira sua consciência. Lupin e Sirius transformam Pettigrew em humano para poderem matá-lo, porém Harry os detém, dizendo que seu pai não iria querer isso. Enquanto voltavam para o castelo, Lupin se transforma em lobisomem. Pettigrew escapa novamente e Sirius se transforma em cão para proteger os garotos de Remo.

Quando eles acordam no hospital, Harry, Rony e Hermione são informados que Sirius foi sentenciado a receber o Beijo do Dementador, que remove a alma do indivíduo por completo. Dumbledore aconselha Harry e Hermione a usarem o Vira-tempo, um objeto que a garota recebeu da professora McGonagall para assistir a todas as aulas; o utensílio permite que eles voltem no tempo para salvar Black. Quando Hermione gira o Vira-tempo, eles voltam um pouco antes de executarem Bicuço. Após salvarem o hipogrifo da morte, Harry e Hermione esperam Lupin se transformar em lobisomem para atraí-lo até a floresta, fazendo com que Sirius possa fugir. Quando os garotos encontram Black, ele está sendo atacado por vários Dementadores, o que faz Harry usar o feitiço do Patrono que aprendeu com Lupin e salvar o ex-prisioneiro, que voou para longe com Bicuço.

Desenvolvimento


Rowling começou a escrever Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban um dia depois de terminar Harry Potter e a Câmara Secreta. Esse foi o livro que a escritora escreveu mais rápido e, segundo ela, o mais fácil que escreveu, pois "estava em um lugar confortável", "suas preocupações financeiras haviam acabado e a imprensa ainda não era tão excessiva".

O aspecto favorito de Rowling neste livro foi introduzir Remo Lupin na trama, afirmando que ele é um de seus personagens favoritos. A construção do vira-tempo foi uma das coisas em que Rowling encontrou mais dificuldade, tendo que se preocupar com muitas questões que viriam a aparecer e que poderiam atrapalhar a trama de toda a série. Ela acrescenta que esse é um exemplo dos vários motivos do porquê se precisa tomar muito cuidado com o que inventa. Rowling diz que é nesse livro que, mesmo sem a aparição direta de Voldemort, as coisas começam a ficar mais obscuras.

Publicação


Com uma impressão inicial de 68.000 cópias, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban foi lançado no dia 8 de julho de 1999 no Reino Unido e dois meses depois nos Estados Unidos. Assim que foi lançado, alcançou a primeira posição na lista de best-sellers do Reino Unido, fazendo de Rowling a primeira autora a ganhar o British Book Awards por três anos consecutivos. Assim como seus antecessores, O Prisioneiro de Azkaban entrou em mais de duas listas de best-sellers no Reino Unido e Estados Unidos, incluindo a lista do The New York Times.

As cópias da primeira edição do livro foram lançadas com um erro de digitação: uma linha foi pulada acidentalmente. Essas cópias valem em torno de mais de £ 40.000 (R$ 153.000). Rowling contou que tentou usar um capítulo semelhante ao primeiro de Harry Potter e o Enigma do Príncipe neste livro, porém não conseguiu encaixar do jeito que queria, então acabou descartando-o.

O romance é dedicado à Jill Prewett e Aine Kiely, amigas que Rowling fez em Portugal. Foram companheiras de apartamento e ela batizou-as de “avós do Swing”, fazendo referência ao tempo que passavam num restaurante chamado Swing.

"Para Jill Prewett
e Aine Kiely,
as avós do Swing."

Edições 


Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban foi lançado em capa dura no Reino Unido no dia 8 de julho de 1999 e nos Estados Unidos em 8 de setembro do mesmo ano. A edição de bolso britânica foi lançada no dia 1 de abril de 2000, enquanto a americana em 2 de outubro de 2001. Ambas as versões não foram lançadas nem no Brasil nem em Portugal.

Mais tarde, a Bloomsbury lançou uma versão adulta com uma capa diferente da original em 10 de julho de 2004 e em capa dura em outubro de 2004. Uma edição especial de capa dura, com uma borda verde e uma assinatura dourada, foi lançada em 8 de julho de 1999. Em maio de 2004, a Bloomsbury lançou uma Edição de Celebração, com uma borda azul e roxa. No primeiro dia de novembro do ano de 2010, eles publicaram uma edição autografada, ilustrada por Clare Mellinsky, e em julho de 2013, uma nova capa ilustrada por Andrew Davidson foi lançada, ambas as edições foram projetadas pela Webb & Webb Design Limited.

Em 27 de agosto de 2013, a Scholastic começou a lançar novas capas de Harry Potter nos Estados Unidos para celebrar os 15 anos da série. As capas foram projetadas pelo autor e ilustrados Kazu Kibuishi.

Em 27 de agosto de 2013, a Scholastic começou a lançar novas capas de Harry Potter nos Estados Unidos para celebrar os 15 anos da série. As capas foram projetadas pelo autor e ilustrados Kazu Kibuishi.

A Rocco lançou no Brasil três boxes de edições especiais dos livros: um com capas simples e texto revisado, outro contendo capas projetadas por Kazu Kibuishi e um exclusivo, com todos os livros em capa dura.

Filmes


Em 1999, Rowling vendeu os direitos cinematográficos dos primeiros quatro livros de Harry Potter para a Warner Bros. por um milhão de libras. Sob a direção de Alfonso Cuarón, a versão cinematográfica de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban estreou no dia 21 de maio de 2004. A produção foi liderada por David Heyman e o roteiro escrito pelo estadunidense Steven Kloves. A autora exigiu que o elenco principal fosse de nacionalidade britânica, mas foi permitida a participação de alguns atores irlandeses, como Michael Gambon, que retratou Alvo Dumbledore a partir do terceiro longa. Os atores que interpretaram os personagens principais nos primeiros filmes continuaram a atuar no terceiro, com exceção do falecido Richard Harris, que interpretava Dumbledore, sendo substituído por Gambon. Gary Oldman, Timothy Spall, David Thewlis e Emma Thompson foram adicionados ao elenco, interpretando, respectivamente, Sirius Black, Pedro Pettigrew, Remo Lupin e Sibila Trelawney.

O filme debutou em primeiro lugar na lista de filmes de maior bilheteria e segurou essa posição por duas semanas. A receita total do longa foi de 796 688 549 dólares, tornando-se o segundo filme de maior bilheteria do ano de 2004, ficando atrás apenas de Shrek 2. Porém, entre todos os filmes da franquia Harry Potter, O Prisioneiro de Azkaban foi o que arrecadou menos. O filme teve duas indicações ao Oscar 2005, perdendo para Homem-Aranha 2 e Em Busca da Terra do Nunca. O longa ficou na 471ª posição da lista dos 500 melhores filmes de todos os tempos da revista Empire, divulgada em 2008. Segundo o website estadunidense Metacritic, a versão cinematográfica recebeu "críticas favoráveis", dando uma pontuação de 82%, enquanto outro agregador, o Rotten Tomatoes, deu uma pontuação de 82%.


APROVEITA E ADQUIRA JÁ O SEU LIVRO A PARTIR DE R$ 29,00



















Postar um comentário

0 Comentários