Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Autora de Harry Potter J.K. Rowling devolve importante prêmio de direitos humanos


A autora de “Harry Potter”, J.K. Rowling se envolveu em uma nova controvérsia depois de devolver o prêmio Ripple of Hope concedido a ela pela organização de direitos humanos Robert F. Kennedy em dezembro de 2019.

A situação aconteceu após críticas de Kerry Kennedy. Kerry é filha de Robert F. Kennedy e presidente da organização.

Kennedy disse que tinha falado com Rowling “para expressar minha profunda decepção por ela ter escolhido usar seus dons notáveis ​​para criar uma narrativa que diminui a identidade de pessoas trans e não binárias, minando a validade e integridade de toda a comunidade transgênero – uma que desproporcionalmente sofre de violência, discriminação, assédio e exclusão e, como resultado, apresenta altas taxas de suicídio, tentativas de suicídio, falta de moradia e danos físicos e mentais. Mulheres trans negras e jovens trans em particular são o alvo.”

Na quinta-feira (27), Rowling respondeu com uma declaração publicada em seu site.

“Por causa do sério conflito de pontos de vista entre mim e RFKHR, sinto que não tenho opção a não ser devolver o prêmio Ripple of Hope concedido a mim no ano passado”, disse a autora. “Estou profundamente triste que o RFKHR tenha se sentido compelido a adotar essa postura, mas nenhum prêmio ou honra, não importa minha admiração pela pessoa que o recebeu, significa tanto para mim que eu perderia o direito de seguir os ditames de minha própria consciência.”

Rowling disse que a declaração de Kennedy “implica incorretamente que eu sou transfóbica e que sou responsável por causar danos a pessoas trans”.

As estrelas de “Harry Potter” e “Animais Fantásticos” que antes se distanciaram dos comentários de Rowling sobre a comunidade transgênero incluem Eddie Redmayne, Daniel Radcliffe e Emma Watson.

Postar um comentário

0 Comentários