Atriz trans de Harry Potter rasga contrato com J.K. Rowling em vídeo

Header Ads Widget

Agora

6/recent/ticker-posts

Atriz trans de Harry Potter rasga contrato com J.K. Rowling em vídeo


A atriz transgênero que atuou em gravações de atrações do parque temático “O Mundo Mágico de Harry Potter”, em Orlando, na Flórida, lançou em seu Twitter um vídeo rescindindo seu contrato e exigindo que sua imagem seja removida das atrações do parque.

Ela Xora, que também é professora de história da arte, diz em seu vídeo: “Pessoas como JK Rowling sentem que a feminilidade é uma categoria somente delas, que a feminilidade, biologicamente, é apenas um tom de rosa”.

Embora não tenha passado nas audições para um dos filmes da saga, Xora recebeu uma ligação para outro trabalho: interpretar uma jogadora de quadribol em vídeos de atrações do parque “O Mundo Mágico de Harry Potter”.

Tendo seu rosto estampado em um dos parques temáticos de Harry Potter, Ela Xora, decidiu então, postar um vídeo se posicionando sobre o posicionamento transfóbico de Rowling e deixando claro seu repúdio.

“Nos últimos dois anos, eu e muitos amigos que são como eu, quase nos tornamos reclusos porque temos medo de sair em público. Eu apenas pensei, olha, eu não preciso disso. Já tenho perseguição suficiente de membros da minha própria família e também da religião em que nasci.”

Xora, que é a primeira mulher trans a palestrar no Royal College of Art, em Londres, faz em seu vídeo uma perspectiva histórica de pessoas trans na humanidade: “A ideia de binaridade imutável não é verdadeira e sabe-se disso há milhares de anos. Já no século IV aC, Hipócrates registrou medicamente uma ‘escala de gênero cinza’ que ele ordenou em uma ‘hierarquia de gênero’ na obra seminal O Corpus Hipócrates”, explica a professora e atriz.

E continua: “Hipócrates foi muito sincero sobre o fato de não haver apenas duas caixas em termos de [gênero]. Ele expôs um espectro de gênero que ele ordenou em três categorias de homem e três categorias de mulher. Ele claramente define as categorias intermediárias como transgêneros, ou intersex, e chama pessoas como eu nessas categorias”.

Mais adiante no vídeo, ela rasga o contrato da época em que gravou cenas para o parque temático de Harry Potter e pede: “Por favor, pare de apoiar as pessoas que estão tornando nossas vidas muito mais difíceis do que precisam. Eles estão colocando em risco nossas vidas “, acrescenta ela. “Você não deve nos dar mal, deve estar nos ouvindo. E você deve estar aceitando quem somos.



Postar um comentário

0 Comentários